Logo Mais Retorno
termos

Índice de Futuro de IBOVESPA

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:12/03/2021 às 10:21 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:

O que é o Índice de Futuro de Ibovespa?

O Índice de Futuro de Ibovespa é, como o próprio nome sugere, um índice baseado no Ibovespa, que por sua vez é uma carteira fictícia das principais ações do mercado brasileiro. O seu intuito é permitir o monitoramento dos resultados das principais empresas negociados em mercado secundário.

O Ibovespa, portanto, é o principal indicador do nosso mercado acionário. E ele é muito utilizado pelos investidores como um termômetro do humor entre os negociadores de papéis.

No entanto, é possível também fazer projeções e estimativas para o futuro do índice. Isto é, se a expectativa é de crescimento ou de queda. Neste sentido, o Índice de Futuro de Ibovespa é a ferramenta ideal.

Como funciona o Índice de Futuro de Ibovespa?

O Índice de Futuro de Ibovespa é, portanto, um índice utilizado para a realização de projeções sobre o desempenho do próprio Ibovespa. Desta forma, temos o que é chamado no mercado financeiro de um ativo derivativo.

Esse indicador é medido em pontos e permite que os investidores façam suas projeções para o mercado brasileiro sem precisar, necessariamente, comprar todo pacote de ações que contemplam o índice original.

Para que o produto seja negociado, o contrato do Índice de Futuro de Ibovespa apresenta uma data de vencimento. Isto é, um dia em que as expectativas devem ser confirmadas ou não. Até lá, os investidores podem comprá-lo e vendê-lo livremente, assim como ocorre com as ações.

Como comprar o Índice de Futuro de Ibovespa?

A compra de contratos do Índice de Futuro de Ibovespa não é muito diferente de outros ativos disponibilizados pela B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Tudo começa pela identificação do produto cuja aquisição pode ocorrer em dois formatos:

  • Índice cheio (IND): é o formato tradicional de lote cheio, em que a compra mínima é de cinco contratos. A cotação é equivalente a R$1,00 por ponto do indicador.
  • Mini Contrato (WIN): para maior acessibilidade e flexibilidade ao produto, os investidores também podem comprar Mini Contratos do Futuro de Ibovespa. Aqui, a aquisição mínima é de um contrato e o custo é de R$0,20 por ponto do Ibovespa.

Como lucrar com o Índice de Futuro de Ibovespa?

Importante mencionar que, apesar do preço sugerido por pontuação, não é preciso comprar o Índice de Futuro de Ibovespa. Neste mercado, ocorre o acompanhamento da pontuação. Isto é, você paga ou recebe capital de acordo com a movimentação e a direção do indicador.

Para melhor entendimento, suponha o seguinte cenário:

  • Cotação inicial: 100.000
  • Cotação final: 100.200
  • Aquisição: 20 contratos

Como saber qual seria o seu lucro neste cenário? Bom, a fórmula utilizada é a seguinte:

Lucro = (Cotação final - Cotação inicial) x valor por ponto x número de contratos

Lembrando que o valor por ponto pode ser de R$1,00 (no caso do índice cheio) ou de R$0,20 (no caso dos Mini Contratos). Aplicando os nossos dados nesta mesma fórmula, podemos encontrar o seguinte resultado:

Lucro = (100.200 - 100.000) x 1,00 x 20 = 200 x 1,00 x 20 = 4.000

Portanto, neste caso, o lucro da operação com Índice de Futuro de Ibovespa seria de R$4.000. No entanto, caso o índice retraísse, uma vez que os contratos foram comprados, o resultado da posição também poderia ser negativo, indicando prejuízo.

Qual é a importância do Índice de Futuro de Ibovespa?

O Índice de Futuro de Ibovespa é um produto do mercado financeiro e, como tal, permite que os investidores façam suas operações na busca por um lucro, tal como ocorre no mercado de ações.

No entanto, neste índice, temos uma importância adicional. Ele é muito usado na medição da expectativa e do humor dos investidores para um prazo futuro. Assim, há uma sinalização se há uma tendência de valorização ou desvalorização dos ativos.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre

Inscreva-se em nossa newsletter