Fundo Offshore

Última modificação em 03 de Setembro de 2021 às 05:58

O que é Fundo Offshore?

O Fundo Offshore é um tipo de fundo de investimento cuja gestão ocorre no Brasil, mas os ativos encontram-se no exterior, em países onde os impostos são menores — como na Suíça, Ilhas Cayman e Luxemburgo.

Quem investe nesses fundos encontra a possibilidade de diversificar a carteira, ter capital internacional e ainda contar com alguns custos reduzidos, já que eles se localizam em paraísos fiscais.

Vale lembrar que o termo “offshore” também é utilizado para outros negócios que podem ser feitos lá fora, com benefícios fiscais, como a abertura de empresas offshore. 

Como investir em um Fundo Offshore?

É possível entrar nesse mercado, principalmente, por meio de três caminhos:

  • fundos da corretora: fundos de ação, de renda fixa e multimercado são exemplos de produtos financeiros, com exposição à moeda estrangeira, disponíveis na maioria das corretoras;
  • BDRs: comprar BDRs também é uma opção, embora a fuga do Real não se dê totalmente e o retorno dos dividendos seja menor;
  • fundos cambiais: também não é exatamente uma exposição a outra moeda, já que consiste na compra de moedas, basicamente — o que pode ser visto como especulação, não investimento. Mas com eles você passa a ter dinheiro lá fora.

BDR vs. ETF

Em tese, tanto com os BDRs quanto os ETFs, o investidor se expõe ao desempenho do S&P500 — índice que acompanha as 500 maiores empresas americanas.

O problema é que os ETFs costumam sair mais caros: exigem um valor mínimo maior, taxas de administração maiores e menor liquidez. 

Quer dizer que todo ETF é ruim? Não. O resumo da história é: pense quais os seus objetivos e respeite o seu perfil de investidor, antes de decidir entre os produtos financeiros. 

Qual é a rentabilidade média de um Fundo Offshore? 

A rentabilidade dos Fundos Offshore variam bastante, mas saiba que se ele for de renda fixa, ela tende a ser menor. 

As alternativas são os fundos offshore de renda variável — no qual os cotistas podem comprar ações estrangeiras — e misto, que mescla títulos de renda fixa e variável.

Além disso, temos bons motivos para acreditar que os fundos offshore, de modo geral, ajudam na rentabilidade da carteira. Veja alguns:

  • meio de diversificação;
  • possibilidade de investir em empresas de tecnologia, em um cenário de baixo desenvolvimento das commodities brasileiras;
  • taxas de remuneração possivelmente superiores às nossas, diante da alta da Selic;
  • ganho cambial.

A título de curiosidade, nos anos 90, um Fundo Offshore chamado Infinity foi considerado o mais rentável do mundo por dois anos consecutivos. Ele era gerenciado por Florian Bartunek, um dos gestores mais renomados do país.

Hoje, o Infinity, da Constellation Asset Management, tem mais de R$ 580 milhões sob gestão e pode ser considerado um Fundo Offshore misto. 

Vale a pena investir em um Fundo Offshore?

A partir do que já explicamos, é recomendado investir nos fundos offshore se você:

  • pensou e leu bastante sobre eles;
  • pode dispor de um bom capital e que não comprometa as suas reservas financeiras (tanto a de Emergência quanto a de Oportunidade):
  • verificou possíveis riscos legais envolvidos — uma vez que paraísos fiscais atraem algumas atividades ilícitas;
  • tem certeza que pode arcar com a alta volatilidade.

Ou seja, em linhas gerais, um Fundo Offshore, de fato, ajuda o pequeno investidor a entrar em um mercado mais maduro, com ativos mais líquidos e que oferecem a possibilidade dele investir em contratos de ouro, petróleo, prata etc. 

Por outro lado, ele precisa estar atento às regras novas de outro país, bem como às notícias e acontecimentos dessa outra nação, já que os investimentos podem sofrer bastante influência deles.

É claro que essas demandas costumam ficar a cargo dos próprios gestores dos fundos. Por isso que existem as despesas de administração as quais os investidores têm de arcar, de qualquer forma, para ter um Fundo Offshore na carteira.

Jerome Powell

Jerome Powell

Quem é Jerome Powell? Jerome Powell, ou simplesmente “Jay” Powell, é o atual presidente do Federal Reserve (Fed) - que é o sistema de Bancos Centrais dos...

  CONTINUAR LENDO

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo