Última modificação em 13 de maio de 2021

O que é o Federal Open Market Committee?

O Federal Open Market Committee, popularmente conhecido apenas pelas suas iniciais FOMC, é uma das importantes instituições do sistema financeiro dos Estados Unidos.

Assim como outras entidades, ele integra o sistema do Federal Reserve e tem uma atribuição essencial para o bom funcionamento da economia americana — em especial sobre os mercados abertos.

Desta forma, especialmente em notícias sobre a economia global, será bem comum que você escute falar sobre o Federal Open Market Committee e como as suas decisões sinalizam a tendência mundial. Vamos entender melhor sobre esse contexto a partir de agora.

Como funciona o Federal Open Market Committee?

Para que você entenda a dinâmica do Federal Open Market Committee, a melhor maneira é traçar um paralelo com o Brasil. Por aqui, o que temos de mais parecido é o Comitê de Política Monetária (Copom).

Se você acompanha a economia nacional, já deve saber que a cada 45 dias, o Copom se reúne para deliberar sobre o cenário econômico e definir a taxa básica de juros do país.

De certa forma, a principal atribuição do Federal Open Market Committee segue essa mesma linha, mas aplicada aos Estados Unidos. Ou seja, a entidade é responsável por atribuir uma meta de juros.

Apesar da semelhança, é importante observar que existem diferenças sensíveis entre os países tanto do ponto de vista de desenvolvimento, mas principalmente sob ótica econômica. Portanto, embora tenham funções similares, FOMC e Copom possuem realidades diferentes no seu processo de decisão.

Como é composto o Federal Open Market Committee?

A reunião do FOMC é composta por 17 membros, dos quais 12 possuem direito a voto. A participação é restrita a presidentes dos Reserve Banks dos Estados Unidos ou conselheiros do Federal Reserve Board.

Periodicamente, os selecionados se reúnem para deliberar sobre o ambiente econômico e quais as melhores decisões pensando nos objetivos de curto, médio e longo prazo para o país americano. Normalmente, os encontros ocorrem oito vezes por ano, algo similar ao que acontece no Brasil com o Comitê de Política Monetária.

Qual é a importância do Federal Open Market Committee?

Como vimos ao longo do texto, há uma enorme importância do Federal Open Market Committee para a economia americana. A entidade, afinal, é responsável pelo direcionamento da taxa básica de juros dos Estados Unidos.

Contudo, esse não é o único tema de responsabilidade do FOMC. Além da análise sobre as taxas de juros, toda política monetária está em pauta do comitê, assim como a política cambial (oferta do dólar).

Vale lembrar que, no caso dos Estados Unidos, estamos falando da principal economia global. Desta forma, quando o Federal Open Market Committee toma uma decisão, os impactos dela podem e devem afetar todos os demais países.

Como o Federal Open Market Committee toma uma decisão?

Em sua reunião periódica, os membros do Federal Open Market Committee recebem relatórios como o ambiente econômico dos Estados Unidos, projeção de indicadores ou análise de crescimento.

Com base nesses documentos, esses membros do FOMC começam a discutir as pautas necessárias para chegar a um acordo e tomar uma decisão. A discussão envolve todos os participantes, mas a votação é restrita a doze deles, como mencionamos anteriormente.

Além de ponderar sobre os resultados dos relatórios, os membros também podem se posicionar sobre como enxergam que deve ser a tomada de decisão. Em outras palavras, é uma forma de sinalizar o que gostariam de sugerir para a economia americana.

Por fim, ocorre a votação final entre os participantes. O resultado das escolhas feitas pelos membros do Federal Open Market Committee será divulgado ao mercado, assim como ocorre no Brasil.

Termo do dia

Fundo Long & Short

O que são fundos Long & Short? Fundos Long and Short são fundos de investimento multimercado que executam operações com a compra e venda de dois…