Última modificação em 28 de abril de 2021

O que são encargos contratuais?

Encargos contratuais são todos os “acréscimos” gerados sobre as transações financeiras. São também conhecidos como juros ou multas contratuais, pois são lançados sempre no primeiro dia útil após o vencimento da dívida não paga.

O IOF que aparece em financiamentos, parcelamentos de dívidas ou acrescidos sobre o valor de um empréstimo bancário, por exemplo, também é um exemplo de encargo contratual bem comum.

Quais os encargos contratuais mais comuns no mercado?

O encargo contratual mais comum presente no dia a dia de empresas e pessoas físicas é, sem sombra de dúvidas, os embutidos nos cartões de créditos. 

No cartão de crédito, quando você parcela uma compra, há um limite de vezes em que você pode dividir o valor sem juros embutidos nas parcelas — esses juros é um tipo encargo contratual. 

Mas não é só aí que entram os encargos contratuais nos cartões. Pagar a fatura em dia é algo que precisa ser levado a sério pelos clientes, isso porque sempre que se atrasa um dia o pagamento, já são cobrados encargos sobre o valor total da dívida.

Isso vale para o parcelamento da fatura, saque de uma quantia ou quando o cliente usa o crédito rotativo.

A porcentagem pode variar de banco para banco. Por isso, é importante que antes de abrir uma conta bancária em uma instituição ou solicitar um cartão de crédito, peça a relação de todos os encargos contratuais. Compare todas as opções do mercado e escolha aquela com as menores taxas.

Quais taxas de encargos contratuais devemos ficar mais atentos?

Devemos nos atentar a todos os encargos contratuais, mas alguns podem dar a empresas ou pessoas comuns mais dores de cabeça do que outros. Como por exemplo os títulos públicos como: Darf, IPTU, IPVA e entre outros impostos que pagamos durante o ano.

Os juros podem aumentar absurdamente quando acumulados e ainda podem render embargos judiciais, que podem levar à perda de imóveis ou veículos do devedor ou comprometer a regularização do funcionamento de estabelecimentos comerciais.

Outro vilão é o cheque especial: os encargos contratuais da maioria dos bancos costumam ser altíssimos e fazem com que as entradas financeiras na conta sejam sugadas em um círculo vicioso.

O ideal é sempre pagar o valor de uma vez. Caso não seja possível, faça um acordo que caiba no seu orçamento para que o seu fluxo de caixa não fique no vermelho e você não comprometa os seus investimentos. 

Quais impactos os encargos contratuais causam em uma empresa?

Ao abrir uma empresa, o setor da contabilidade evitará ao máximo os seus gastos com encargos contratuais desnecessários. Também saberá indicar aos gestores a abertura de um fundo reserva para cobrir eventuais juros e multas por algo que escape do controle.

Uma empresa que começa a acumular dívidas, seja em instituições financeiras ou por causa de impostos não pagos, pode até mesmo abrir falência.

Assim, pagar tributos em dia e ter controle financeiro apurado faz com que os encargos contratuais não causem turbulências em empresas pequenas ou grandes.

Agora você deve estar se perguntando: tem como escapar dos encargos contratuais?

Podemos dizer que a única forma disso acontecer é pagar tudo que for possível à vista! Ou seja: fugir de empréstimos, financiamentos e carnês de lojas. 

Quanto menos vínculos com instituições financeiras você tiver, menos encargos pagará.

Seja pessoa física ou jurídica, é importante conhecer bem todos os encargos contratuais das transações financeiras. Quais os melhores valores de mercado, vantagens sobre pagamentos de dívidas à vista ou mesmo formas de renegociar dívidas em atraso.

Cada real a mais pagos nos encargos contratuais por falta de atenção ou mesmo por não prever possíveis contratempos financeiros pode se tornar um forte empecilho nos seus investimentos.

Termo do dia

Plano Cruzado

O que foi o Plano Cruzado? O Plano Cruzado foi um ajuste do governo federal implantado em 1986 para tentar controlar a economia ante o aumento…