Última modificação em 28 de abril de 2021

O que é bull flattening?

O bull flattening é um indicador de ambiente de taxa de rendimento em que as taxas de longo prazo diminuem mais rápido que as de curto prazo. Toda essa movimentação faz com que a curva de juros se aplaine conforme ambas as taxas começam a convergir entre si.

Para entender esse conceito de forma mais simples, é só imaginar a curva de juros como se ela fosse uma linha conectada de pontos no plano dos eixos X e Y, em que o eixo X é o tempo de vencimento e o Y é a taxa de juros. Quanto menos a linha for côncava, mais próximas estarão as taxas de curto prazo das de longo prazo.

Normalmente, a curva de juros é curvada e um efeito de bull flattening a nivela. Os investidores mais experientes em títulos a estudam e negociam o spread entre os títulos de curto e longo prazo com a clara intenção de lucrar com a diferença entre as duas taxas.

Como o bull flattening funciona?

Para entender como o bull flattening funciona, primeiramente é preciso saber o que é uma curva de rendimento. Ela é, de maneira simples, um gráfico que representa os rendimentos dos títulos de qualidade semelhante em relação aos seus vencimentos — que variam do mais curto ao mais longo. Normalmente, é construída com títulos do Tesouro.

A curva de juros mostra, então, os rendimentos de títulos que variam de 3 meses a 30 anos. Em um ambiente normal, a curva se inclina para cima e vai da esquerda para a direita. Esses títulos que têm vencimentos de curto prazo apresentam, geralmente, rendimentos mais baixos que os de longo prazo. O motivo é por apresentarem menor risco de taxa de juros.

Em um bull flattening, as taxas de juros de longo prazo caem de forma mais rápida que as de curto prazo. Esse movimento torna a curva mais plana. Quando o achatamento é causado pelo aumento mais rápido das taxas de juros de curto prazo ao invés das de longo prazo, é chamado de achatamento de baixa. Essa mudança frequentemente precede o aumento das taxas de juros de prazo mais curto, o que pode ser considerado uma baixa tanto para a economia quanto para o mercado de ações em si.

Quais são as vantagens e desvantagens do bull flattening?

Uma das maiores vantagens do bull flattening é que ele é visto como um indicador de alta para a economia. Isso pode indicar de forma bastante clara que os investidores esperam que a inflação caia no longo prazo, o que leva a taxas comparativamente mais baixas.

Embora um bull flattening seja otimista para a maior parte da economia no curto prazo, também tem suas desvantagens. Isso porque os efeitos de longo prazo são bem diferentes e, quando esse efeito ocorre, é frequentemente impulsionado por taxas de juros em queda que aumentam os preços dos títulos e os retornos no curto prazo diretamente.

Como seria um exemplo de bull flattening na prática?

Quando os rendimentos dos títulos de longo prazo caem de forma mais rápida que as taxas de juros dos títulos de curto prazo, as taxas começam a convergir em um ambiente de taxas normais. Essa convergência, por sua vez, é capaz de nivelar a curva de juros quando está plotada em um gráfico.

Vamos supor que os títulos do Tesouro em um período de 2 anos renderam 2,07% e os de 10 anos rendem 2,85% em um dia. Um mês depois, passaram a render 2,05% e 2,35%, respectivamente.

A diferença passou de 78 para 30 pontos-base, o que indica que a curva de juros se achatou. Esse achatamento aconteceu porque a ponta longa, o Tesouro de 10 anos, caiu 50 pontos-base em comparação com a queda de 2 pontos-base na ponta curta, do Tesouro de 2 anos. Como as taxas de longo prazo caíram mais rápido que as de curto prazo, aconteceu um bull flattening.

Termo do dia

Garantia Real

O que é garantia real? A garantia real é um dos modelos de garantia que podem ser utilizados no mercado financeiro com o objetivo de passar maior…