Última modificação em 4 de março de 2021

O que é API?

A Adequação dos Produtos de Investimento, popularmente chamada apenas pelas suas iniciais API, é um processo pelo qual as corretoras devem passar junto aos seus clientes.

Na prática, é uma exigência imposta pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que é a principal responsável pela regulamentação e a fiscalização do mercado de capitais brasileiros.

Assim, as corretoras possuem a obrigação de entender os objetivos financeiros dos seus clientes para, a partir disso, iniciar o processo de API, indicando produtos aderentes para sua estratégia.

Como funciona a API?

A Adequação dos Produtos de Investimento não é feita por base apenas na experiência do cliente das corretoras. Elas devem, obrigatoriamente, oferecer um questionário que permita a identificação do perfil de investidor do seu usuário. A esse teste dá-se o nome de Suitability.

O teste oferece uma série de perguntas com múltipla escolha que permite a compreensão do perfil do cliente. Assim, com base no resultado, ele pode ser classificado em três perfis diferentes de investidor:

De acordo com a classificação e os objetivos de um investidor, a corretora deve sugerir uma carteira com recomendação de produtos, sempre respeitando o resultado do Teste de Suitability. É justamente isso que implica a API.

Como identificar o perfil do usuário?

O questionário aplicado pelas corretoras oferece uma clara indicação sobre o perfil de investidor do usuário. Uma pergunta clássica para o Teste de Suitability é qual dos cenários a pessoa mais gosta para o seu investimento:

A depender da resposta, podemos verificar qual é a categoria do investidor. No primeiro caso, há claramente uma tendência ao perfil conservador, pois a pessoa indica optar por um ganho menor, mas garantido.

Já na terceira resposta, podemos perceber que o usuário aceitar o risco de perder uma parte do seu capital em busca da oportunidade de lucrar acima da média com o seu investimento. Aqui, ela se enquadraria no perfil agressivo.

Qual é a importância do processo de API?

Como já vimos ao longo do artigo, a Adequação dos Produtos de Investimento é um processo que consiste em oferecer ao usuário de uma corretora os produtos adequados para o seu perfil de investidor.

De nada adianta, por exemplo, sugerir a compra de ações ao perfil conservador se essa pessoa vai ficar com insônia de saber que o dinheiro pode se desvalorizar do dia para a noite. Portanto, é essencial que exista uma API nessas recomendações.

Para atingir esse objetivo, alguns fatores são analisados e considerados pelos analistas das corretoras. Veja alguns exemplos abaixo:

Com base nesse tipo de análise, alguns produtos serão mais ou menos aderentes ao que busca o cliente. A API, portanto, é um processo fundamental para garantir a aderência estratégica.

Termo do dia

Economia compartilhada

O que é Economia Compartilhada? A economia compartilhada é um conceito que faz parte do dia a dia da maioria das pessoas no Brasil e no…