Logo Mais Retorno
Wertern Fia Bdr
post

Ranking: o retorno dos 13 fundos multimercado mais rentáveis em 2021 supera 30%, e chega a 215%

Fundos com exposição ao exterior e em criptoativos são os mais rentáveis

Data de publicação:16/11/2021 às 07:00 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

Os fundos multimercado estão nadando de braçadas, destacando-se como os mais bem performados da indústria de fundos de investimento em 2021. Treze deles acumulam rendimento acima de 30% em 10 meses.

O que chama a atenção no levantamento exclusivo da Mais Retorno, por meio de pesquisa em sua base de dados, é que um desses fundos multimercado ostenta rendimento acima de 200% e outros dois, acima de 100% de janeiro a outubro deste ano. Em 12 meses, um deles valorizou mais de 400%. Uma rentabilidade que ganha maior visibilidade na comparação com indicadores considerados benchmark ou referência para outros fundos.

Nesse período, o Índice Bovespa (Ibovespa, principal índice da B3) acumula desvalorização de 13,04% e o dólar, alta de 8,86%. Ações e dólar são dois ativos de renda variável que, direta ou indiretamente, influenciam a rentabilidade também de fundos multimercado.

O fundo multimercado campeão em desempenho no ano é o BLP Crypto Assets FIM IE, que entregou uma rentabilidade de 215,55% em dez meses de 2021. O segundo colocado é o Hashdex 100 Nasdaq Crypto Index, com rendimento de 171,83%; e o terceiro, o ESH Theta Fim, com 105,53%. A inflação calculada pelo IPCA no período foi de 8,24%.

A performance do BLP Crypto Assets e a do Hashdex 100 Nasdaq Crypto Index refletem a estratégia bem-sucedida de gestores com foco de investimento em criptoativos. Uma estratégia que deu destaque aos dois fundos também em outubro e em 12 meses, embora com uma inversão de posições.

O BLP Crypto Assets ficou em segundo lugar em outubro, com rendimento de 39,07%, mas sustentou o topo do ranking em 12 meses, com 400,16%. O Hashdex 100 Nasdaq Crypto Index ficou em primeiro no mês passado, com 44,01%, mas manteve a segunda posição em 12 meses, com 386,93%. Uma parcela do portfólio fincada no mercado de criptoativos vitaminou a rentabilidade e assegurou destaque a esses fundos.

Os criptoativos que vitaminam o rendimento são considerados de alto risco, por causa de bruscas e fortes oscilações de suas cotações, e por isso alguns multimercados limitam a 20% a alocação de recursos do portfólio em criptomoedas.  Para especialistas, menos exposição a cripto reduz a volatilidade do fundo.

Outros fundos multimercado que brilharam foram os que tiveram à frente gestores cuja estratégia mirou o mercado acionário americano, com investimento dos recursos principalmente em índices representativos do S&P 500. Um dos três índices da bolsa de Nova York, o S&P teve valorização de 5,70% em outubro e 24,45% no ano, comparado com uma queda de 6,74% e 13,04%, pela ordem, do Ibovespa.

Gestores que focaram ativos internacionais com exposição cambial tiveram o desempenho turbinado também pela valorização do dólar perante o real. A moeda americana subiu 3,71%, em outubro, e 8,86% no ano. Uma variação cambial que é adicionada ao rendimento do fundo.

Para elaboração do ranking exclusivo da Mais Retorno foram considerados os fundos multimercado em operação há pelo menos um ano, com 60 cotistas ou mais, patrimônio a partir de R$ 17 milhões e abertos ao público em geral.   

Conheça melhor os fundos multimercado que se destacam no ano

BLP Crypto Assets FIM IE – Fundo de investimento multimercado investe principalmente em criptomoedas e tokens com o objetivo de obter rentabilidade superior à taxa do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) no longo prazo. Público-alvo são os investidores profissionais, com aplicações financeiras acima de R$ 10 milhões. Valor mínimo de aplicação: R$ 25.000; movimentação mínima: R$ 25.000; saldo mínimo: R$ 25.000; taxa de administração: 2% ao ano; taxa de performance, 20%, sobre o que exceder o benchmark, a taxa do CDI.

Hashdex 100 Nasdaq Crypto Index FIM IE – Fundo tem como público-alvo o investidor profissional (patrimônio acima de R$ 10 milhões) que quer diversificar seu portfólio com um ativo descorrelacionado dos demais. Com o objetivo de fornecer exposição ao mercado de criptoativos, o fundo investe até 100% de seu patrimônio em cotas de fundos de investimento locais ou no exterior que buscam replicar a cesta de ativos do NCI (Nasdaq Crypto Index). Valor inicial de aplicação: R$ 10.000; aplicação adicional: R$ 10.000; resgate mínimo: R$ 10.000; valor mínimo para permanência:  R$ 10.000; taxa de administração: 1% ao ano; taxa de performance: não há.

ESH Theta FIM – É um fundo multimercado que procura superar o CDI no longo prazo, com baixa correlação com outros índices financeiros, o que significa que seu resultado independe do desempenho da bolsa de valores, do dólar e dos juros. Aplicação inicial: R$ 5.000; movimentação mínima: R$ 1.000; taxa de administração: entre 2% e 3% (máxima) ao ano; taxa de performance: 20% sobre o que exceder o CDI.

BTGP Mobius Emerging Markets FIM – Tendo como público-alvo o investidor qualificado (com aplicação financeira acima de R$ 1 milhão), o fundo investe 95% de seu patrimônio em cotas do fundo master, Mobius Emerging Markets Fund. É um produto que possibilita investir em companhias de países considerados emergentes, com potencial de crescimento, como China, Índia, Rússia, Coréia do Sul e Brasil. Empresas que priorizam também negócios  com a pegada ESG (Environment, Social and Governance), fatores ambientais, sociais de governança. Aplicação mínima inicial: R$ 5.000; movimentação adicional: R$ 5.000; saldo mínimo de permanência: R$ 5.000; taxa de administração: 1% ao ano; taxa de performance: não há.

Safra S&P FIM – Fundo busca a valorização de cota por meio da aplicação de recursos em instrumentos representativos do índice S&P 500. Valor da aplicação inicial: R$ 1.000.000; Movimentação mínima: R$ 5.000; valor mínimo de resgate: R$ 5.000; Saldo mínimo obrigatório: R$ 50.000; taxa de administração: 1% ao ano, taxa de performance: não há.

Safra S&P Top FIC FIM – Fundo compra cotas do fundo S&P multimercado que aplica seus recursos em instrumentos representativos do índice S&P 500. Aplicação inicial: R$ 5.000; aplicação adicional: R$ 500; movimentação: R$ 500; Saldo mínimo: R$ 100; taxa de administração: de 0,75% a 1,75% ao ano; taxa de performance: não há.

Itaú Multimercado S&P 500 USD FIC – Fundo oferece estratégia de diversificação no mercado acionário americano, com alocação de recursos em ativos expostos ao S&P 500 e com variação cambial. Aplicação inicial: R$ 5.000; saldo mínimo: R$ 1; taxa de administração: 0,80% ao ano; taxa de performance: não há.

Itaú Index Multimercado Estratégia S&P 500 USD FIC FI –Fundo procura acompanhar a variação do índice S&P, acrescido de exposição cambial. Estratégia consiste em alocar maior parte dos recursos da carteira em contratos futuros de S&P 500 negociados na B3.  Aplicação inicial mínima: R$ 1; Aplicação adicional: R$ 1; resgate mínimo: R$ 1; saldo mínimo: R$ 1; taxa de administração: 0,80% ao ano; taxa de performance: não há.

Safra S&P Special FIC FIM – Fundo compra cotas do fundo S&P multimercado que aplica os recursos em instrumentos representativos do índice S&P 500. Aplicação inicial: R$ 1.000; movimentações seguintes: R$ 100; saldo mínimo: R$ 100; taxa de administração: 1,50% a 2,50% ao ano; taxa de performance: não há.

Itaú Estratégia S&P 500 USD Multimercado FIC FI – Fundo possibilita a diversificação no mercado acionário americano, com estratégia que consiste em investir em ativos expostos ao S&P, com variação cambial. Aplicação inicial mínima: R$ 5.000; movimentação mínima seguinte: R$ 1; saldo mínimo de permanência: R$ 1.000; taxa de administração: 1,9% a 2,00% ao ano; taxa de performance: não há.

Hashdex 20 Nasdaq Crypto Index FIC FIM – Fundo foi desenvolvido para o investidor que quer começar a familiarizar-se com criptoativos. Para tanto, apenas 20% dos recursos são aplicados em criptoativos, por meio de investimento em cotas de fundos de investimento que têm exposição nessa proporção ao Nasdaq Crypto Index (Index). O restante 80% do portfólio vai para a renda fixa. Menor exposição a cripto torna o fundo também menos volátil. Valor de aplicação mínimo: R$ 500; investimento adicional mínimo: R$ 100; resgate mínimo: R$ 100; saldo mínimo: R$ 250; taxa de administração: 1,00% ao ano; taxa de performance: não há.

Trend Imobiliário Americano FIM – O fundo é indexado e investe no Vanguard Real Estate ETF, fundo negociado na NYSE que busca seguir o MSCI US Investable Market Real Estate 25/50 Index. O ETF Vanguard Real Estate é formado por mais de 180 ações de REITs, equivalentes a fundos imobiliários nos EUA, além de companhias que compram prédios, hotéis e outros tipos de propriedade. Aplicação mínima inicial: R$ 100; valor mínimo de permanência: R$ 100; taxa de administração: entre 0,5% e 0,7% ao ano; taxa de performance: não há.

Sobre o autor
Tom Morooka
Colaborador do Portal Mais Retorno.

Inscreva-se em nossa newsletter

,