Logo Mais Retorno
Personalidades

Quem é Stephen Schwarzman? Conheça o investidor e filantropo bilionário norte-americano

CEO da Blackstone, uma das principais empresas de investimento do mundo, Schwarzman é um dos investidores mais bem-sucedidos do mundo. Conheça sua história!

Data de publicação:18/04/2022 às 11:57 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

É um empreendedor, investidor e filantropo bilionário norte-americano. Schwarzman ocupa 37° lugar na lista de bilionários pelo mundo segundo a Forbes, com US$34,1 bilhões.

Stephen Schwarzman bilionário e proprietário da Blackstone | Foto: reprodução

Quem é Stephen Schwarzman?

Filho de um dono de loja de produtos secos, Stephen fundou sua atual empresa de private Equity BlackStone junto ao bilionário Peter Peterson, em 1985.

Com 75 anos de idade, o empresário é casado e tem três filhos. É mestre em administração de empresas pela Harvard e bacharel em artes/ciências pela Universidade de Yale. O empresário também é adepto a ações de filantropia ocupando a pontuação número dois, segundo a Forbes, que significa que doou de 1% a 4,99% da sua riqueza.

Suas Schwarzman Scholars, inspiradas nas Rhodes Scholarships, enviam estudantes de todo o mundo para um programa de mestrado de um ano na Universidade Tsinghua, da China.

O empresário iniciou sua carreira no Lehman Brothers e descreveu em seu livro sobre os erros de administração desta empresa.

Curiosamente seu primeiro negócio oficial foi aos 14 anos de idade em uma operação de corte de grama, onde empregou seus irmãos gêmeos para que realizassem o trabalho enquanto ele trazia os clientes.

Grupo Blackstone

A empresa atualmente com 37 anos de mercado iniciou seu negócio como uma boutique de consultoria em fusões e aquisições. A Blackstone tornou-se a maior empresa de aquisições do mundo, com US$684 bilhões em ativos. A private equity possui sede em Nova Iorque e filiais em Atlanta, Boston, Londres, Hamburgo, Paris, Mumbai e Hong Kong.

Atualmente a Blackstone group é uma das principais empresas de Leveraged buyout (LBO) do mundo.

Em 2007, seu sócio Peter Peterson se aposentou logo após o IPO da empresa e Schwarzman seguiu o negócio como presidente e CEO.

O nome Blackstone é uma combinação do nome dos seus fundadores: “Schwarz” significa preto em alemão, enquanto “Peter” significa pedra em grego.

Peter Peterson

O sócio de Schwarzman, foi presidente do conselho de relações internacionais dos Estados Unidos por 22 anos e escreveu 7 livros. Em sua carreira também foi presidente e executivo-chefe do Lehman Brothers, em 1973.

Aos 91 anos, em 2018, faleceu de causas naturais conforme nota da família. Seu patrimônio líquido foi estimado pela Forbes em US$2 bilhões no ano de sua morte.

Amizade com Donald Trump

Não à toa, esse empresário do ramo financeiro é amigo de ninguém menos do que o ex-presidente dos EUA Donald Trump, para quem Schwarzman presta serviços de consultoria. Aliás, esse famoso investidor já foi presidente do Conselho Estratégico de Trump.

Esse Fórum foi criado por Trump em 2017 com o objetivo de estimular os negócios na América. Participavam desse seleto grupo somente 16 empresários convidados pelo republicano, sendo que quem chefiava esse time era Schwarzman.

Com a derrota de Trump nas eleições norte-americanas, Schwarzman foi um dos primeiros aliados do trumpismo a aconselhar o ex-presidente a aceitar a derrota para Joe Biden.

Com sua primeira mulher, Ellen Philips, o investidor teve três filhos, entre os quais o produtor de cinema Teddy Schwarzman e o podcaster e escritor Zibby Owens.

Opiniões políticas e econômicas

Se por um lado o relacionamento com Donald Trump trouxe certo prestígio para Schwarzman, por outro, esse vínculo foi motivo de muitas críticas ao investidor, devido à personalidade polêmica do ex-presidente.

Tanto que o empresário resolveu tocar no assunto em carta escrita aos estudantes do projeto Schwarzman Scholars, um programa que concede bolsas de pós-graduação todos os anos a cerca de 200 alunos vindos de diversos países do mundo.

Nesse documento, ele afirma que “ter influência e fornecer bons conselhos é uma coisa boa, mesmo que atraia críticas ou exija algum sacrifício”.

Crítica a Barack Obama

Em 2010, Schwarzman recebeu inúmeras retaliações depois de comparar o governo do então presidente Barack Obama ao de Adolf Hitler. Naquela época, o democrata estava aumentando impostos para custear conflitos armados.

"É uma guerra. É como quando Hitler invadiu a Polônia em 1939”, chegou a dizer Schwarzman, que mais tarde pediu desculpas, demonstrando ter se arrependido dessa declaração.

Dois anos depois, em 2012, Obama solicitou apoio de Schwarzman durante as negociações para aprovação do orçamento dos Estados Unidos. O então presidente queria que o investidor interviesse junto aos políticos republicanos.

Ou seja, Schwarzman tem uma influência econômica e política enorme, tendo se relacionado com presidentes com frequência.

Aliás, em 2016, o empresário apoiou Trump durante a campanha eleitoral, chegando a dizer que o país necessitaria de uma “presidência coesa e saudável, não uma que se incline para a direita ou para a esquerda".

Fórum Estratégico e Político

Ainda nesse mesmo ano, Schwarzman foi chamado por Trump para comandar o Fórum Estratégico e Político da Casa Branca, um grupo de empresários que aconselharia o então presidente sobre as decisões econômicas e a geração de empregos nos EUA.

Assim como já contamos no tópico anterior, esse time tinha somente 16 integrantes, mas todos eles eram figuras ilustres, representantes das maiores companhias, bancos e grupos de investimentos norte-americanos.

Dessa equipe, também faziam parte Bob Iger — CEO da The Walt Disney Company —e Jamie Dimon — presidente e CEO do JPMorgan Chase, a maior das quatro grandes instituições financeiras norte-americanas.

Já em dezembro de 2018, a entidade Public Citizen, uma ONG que tem o objetivo de esclarecer os cidadãos sobre políticas públicas, divulgou um relatório sobre o financiamento de campanha de Trump.

Esse documento mostrou que Schwarzman teria doado 344 mil dólares para reeleger Trump. Ou seja, Schwarzman foi alvo de censuras por essa relação escusa entre ser doador e assumir um cargo no governo logo em seguida.

O que é fundo de Private Equity?

Um Fundo de Private Equity é uma modalidade de fundo de investimentos que se especializa na compra de partes de empresas. No entanto, não confunda com os tradicionais fundos de ações, pois as abordagens são diferentes.

A principal delas é o tipo de empresa que pode ser comprada pelo fundo. Para um produto de Private Equity, a companhia não precisa ter capital aberto, ao contrário dos fundos de ações que, por regra, investem nas organizações listadas na bolsa de valores.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!