Fundos de Investimentos

Os 10 fundos de renda fixa de maior captação em 2021 não são os que melhor remuneram o cotista; confira

Rendimento chega a ser inferior ao da poupança e perde para a inflação também

Data de publicação:20/09/2021 às 08:00 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Os fundos de renda fixa que mais captaram nesse ano não são os que costumam pagar o melhor rendimento ao investidor.

Tomando como base de comparação a captação total em 2021, grandes bancos dominam o topo da lista, como o Banco do Brasil, Bradesco e Caixa. Entre os 10 que mais receberam depósitos, apenas um, o da gestora Riza Investimentos, não é de grandes redes.

A capilaridade e o número elevado de clientes facilitam e muito a captação e ,não por acaso, o Banco do Brasil preenche 50% do ranking, com 5 fundos de maior captação; a Caixa aparece com 2 fundos, e o Bradesco com 2.

A maior parte deles está voltada para proporcionar liquidez, sem o objetivo de remunerar bem o dinheiro do cotista. São fundos para receber o dinheiro que precisa ficar mais à mão, pode ser retirado a qualquer momento, funcionam como uma espécie de conta corrente remunerada.

Esses fundos, de fato, são mais indicados do que deixar o dinheiro mofando em conta corrente, mas é bom saber que alguns deles perdem até da poupança. Compare:

Menos do que a poupança

Considerando que poupança tem uma remuneração acumulada de 1,43% de janeiro a agosto de 2021, 5 fundos conseguiram apanhar até mesmo da poupança, tida como o investimento que pior remunera o investidor no mercado brasileiro.

O Caixa Prático rendeu 0,84%, o BB Curto Prazo Automático Setor Público (o campeão de captação), 086%; o BB Curto Prazo Automático Mais, 0,89%; o Bradesco Simples Automático, 1,04%; e o BB Simples, 1,21%.

Os outros 5 fundos que estão entre os mais procurados pelos investidores conseguiram pagar algo superior nesse mesmo período: o Riza Lotus, que apresenta o maior rendimento entre eles, de 3,46%; o Bradesco Referenciado Max, 2,32%; o BB Referenciado de Títulos Públicos, 2,09%; o BB Curto Prazo Super, 1,90%; e o BB Diferenciado Setor Público, 1,70%.

Todos os 10 fundos, no entanto, não conseguiram proteger o investidor de perdas para a inflação que, medida pelo IPCA, ficou em 5,67%.

Diferença é gritante entre os fundos de renda fixa

Se a comparação com a remuneração da poupança não chega a impressionar, porque é também uma das mais baixas, o quadro é diferente e chama a atenção quando se olha o que os fundos de renda fixa mais rentáveis no ano pagaram.

No ranking dos 10 fundos de renda fixa campeões em 2021, o mais rentável foi o Infinity Tiger, com um rendimento de 8,71% de janeiro a agosto deste ano. Esse mesmo fundo rendeu 1,49% só em agosto.

Ou seja, o retorno proporcionado pelo Infinity em um mês superou a rentabilidade acumulada em oito meses por vários desses fundos. Acompanhe:

O BB RF Curto Prazo Automático Setor Público (0,86%), do Bradesco Simples Automático (1,04%), FIC FI da Caixa Prático (0,84%) e do BB RF Curto Prazo Automático Mais (0,89%) e BB RF Simples, com 1,39% não conseguiram chegar ao retorno de apenas um mês do Infinity. Esse fundo tem a rentabilidade anual acumulada de 11,34%.

A diferença é expressiva para que o investidor fique acomodado em aplicações automáticas e rendimento baixo, em troca da liquidez. Um mínimo de planejamento ao separar os recursos de acordo com o fluxo de caixa pode proporcionar um retorno mais atraente e melhor administração do patrimônio. E mesmo porque, muitos fundos que estão entre os mais rentáveis também oferecem liquidez, com resgate creditado no dia seguinte útil ao da solicitação.

Mas e a segurança?

Além da ampla rede de agências, os fundos que mais captam também estão ligados a bancos tradicionais que contam com a credibilidade do investidor, como o Banco do Brasil, a Caixa e o Bradesco. E esse fator também pesa na hora da decisão de onde empregar o dinheiro, especialmente para o público mais conservador.

É claro que os riscos devem ser colocados na balança, a qualidade dos papeis que estão na carteira, assim como os cuidados e expertise dos gestores. Tudo para ter o retorno esperado. Mas quem tem o interesse em encontrar as melhores opções entre os milhares de fundos precisa acompanhar o histórico de rentabilidade do fundo para verificar a consistência dos resultados. Informações que podem ser encontradas no portal Mais Retorno.

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Regina PitosciaEditora do Portal Mais Retorno.
Balança Corrente

Balança Corrente

O que é Balança Corrente? A Balança Corrente é uma das contas da contabilidade nacional formada pela soma de outras três balanças, que são: Balança Comercial;...

  CONTINUAR LENDO