Logo Mais Retorno
Economia

Como Elon Musk mexe com o mercado ao comprar o Twitter

Musk deve colocar sua cara na plataforma, com busca de “mais liberdade de expressão” e até mesmo com a chegada das criptomoedas

Data de publicação:26/04/2022 às 00:30 -
Atualizado 21 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Depois de se tornar acionista majoritário com 9% das ações do Twitter, o empresário Elon Musk fechou acordo para compra total da plataforma nesta segunda-feira, 25. O comunicado oficial foi divulgado pelo Twitter, que aceitou a oferta do bilionário de US$ 44 bilhões, com cada ação avaliada a US$ 54,20. No entanto, mais do que alterar as estruturas da rede, a compra deve mexer com os ânimos do mercado.

Twitter agora é de propriedade Elon Musk
Twitter deve passar por uma transformação com a chegada de Musk - Foto: Pixabay

Para começar, Elon Musk compra todas as ações do Twitter, que passa a ser uma empresa de capital fechado. A operação coloca a rede social em caminho oposto às demais concorrentes, que hoje operam na Nasdaq, com todas as regras de transparência necessárias para isso. Essa não será mais a realidade da plataforma.

Musk já confirmou que pretende fazer mudanças na forma que a rede social é gerida hoje em dia. Um de seus principais ideais, a liberdade de expressão, deverá reger os pontos centrais da plataforma, reduzindo o uso de marcadores ou remoções de conteúdos inapropriados.

Além disso, ele deve mexer com o Twitter Blue, versão paga da rede social, para fazer com que o dinheiro gire em um fluxo contínuo.

Mercado de tecnologia e Musk

Para o mercado de tecnologia, esse movimento traz uma mudança de ares no setor. Afinal, por mais que seja dono da montadora Tesla e da empresa de viagens espaciais SpaceX, Musk era visto ainda como um "outsider", um peixe fora d'água do setor de tecnologia norte-americano. Não havia ligação com as principais empresas do setor (Google, Facebook, Apple e Microsoft), olhando as movimentações de fora.

Agora ele entra no setor e com propostas de mudar comportamentos. É um ar fresco, goste ou não do comportamento de Musk, que deve trazer novas discussões para dentro do setor - até regulatórias.

"Segundo ele, existem muitas mudanças a serem feitas, porém o mega investidor pode enfrentar uma série de regulamentações em vários países", explica Sidney Lima, analista da Top Gain. "Mas o mercado vê como uma boa tacada do bilionário que tem o histórico de fazer história nos negócios que se envolve".

Musk e as mudanças no Twitter

As mudanças esperadas no Twitter, assim, vão além das sociais. Com Musk sendo o único controlador do negócio, é esperado que a rede social do pássaro azul passe a ser mais agressiva em busca de resultados.

"Desde o atendimento ao cliente até a monetização de sua base de usuários, o Twitter tem tido um desempenho abaixo do esperado há algum tempo", diz Jesse Cohen, da Investing.com, em trecho de reportagem da agência de notícias Reuters.

"Talvez uma mudança no status quo não fosse uma coisa ruim. Quaisquer que sejam seus sentimentos sobre Musk, ele certamente agitaria as coisas", ressaltou Cohen.

Para Ricardo Barreto, pesquisador de redes sociais, pode-se esperar um Twitter mais ágil e dinâmico.

"Facebook, Microsoft, Google e Apple são empresas de capital aberto, que respondem aos acionistas e ditam seus rumos por meio de acionistas. Por isso, são mais engessadas em mudanças radicais. Será quase único ver uma pessoa como Musk ditando os rumos do Twitter como rede social".

Ricardo Barreto, pesquisador de redes sociais

Criptomoedas no Twitter e além

Por fim, o mercado espera que Musk comece a colocar as criptomoedas ainda mais no centro das discussões do Twitter.

Com essa possibilidades, a Dogecoin, moeda queridinha de Musk, seguiu o caminho contrário do mercado e valorizou: saiu de R$ 0,60 na manhã desta segunda-feira, 25, para R$ 0,80. Ainda é pouco perto dos R$ 3,33 de maio de 2021, mas um avanço a ser observado.

Barreto diz, porém, que é preciso atenção. "Ainda que entidades regulatórias estejam no caminho, Elon Musk deve fazer com que o Twitter se torne a sua cara. A única preocupação que pode mexer com o mercado como um todo é o quanto a rede social vai se tornar apenas um 'brinquedinho', um playground. Afinal, uma coisa é fazer uma moeda flutuar com um comentário. Outra é fazer isso com uma máquina".

Leia mais

Elon Musk fecha a compra do Twitter por US$ 44 bilhões (maisretorno.com)
Twitter deve ser vendida a Elon Musk ainda hoje após fechamento de NY (maisretorno.com)
Musk desiste de participar do conselho do Twitter após compra de ações (maisretorno.com)
Elon Musk compra 9,2% de participação do Twitter e ações disparam (maisretorno.com)

Sobre o autor
Matheus Mans
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!