Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Mercado ao vivo: em dia de volatilidade, Bolsa opera à tarde no negativo e dólar sobe

Na pauta de acompanhamento dos investidores seguem novos fatos sobre a Ômicron, falas de Powell e votação da PEC dos Precatórios

Data de publicação:01/12/2021 às 10:43 -
Atualizado 8 meses atrás
Compartilhe:

Após subir mais de 1%, em dia de recuperação dos mercados globais, e motivada pela perspectiva de aprovação da PEC dos Precatórios, a Bolsa passou a trafegar ora com sinal positivo, ora negativo, em meio à volatilidade. Às 16h30, o Ibovespa apresenta queda de 0,98% aos 100.918. Já o dólar opera em alta de 0,52%, cotado a R$ 5,67. A possibilidade de adiamento da votação da PEC dos Precatórios parece ter enfraquecido o mercado de ações.

Lá fora, a fala mais suave de Jerome Powell, presidente do Fed, Banco Central americano, não chegou a afetar os mercados. Ele afirmou que a alta dos salários não deve pressionar e gerar mais inflação nos EUA, mas que a recuperação da economia americana se apresenta em reação mais acelerada devido aos estímulos do governo. E que todo esse cenário está sendo acompanhado com muito cuidado pelas autoridades monetárias. Ou seja, a alta da renda não deve ser um fator para antecipar ainda mais o início de redução dos estímulos, anunciado por ele mesmo no dia anterior, o que derrubou as bolsas por todo o mundo.

Foto: B3/Divulgação mercado bolsa
Sede da B3 em São Paulo | Foto: Divulgação

Na véspera, Powell reconheceu também que o caráter da inflação deixou de ser “temporário”, diferentemente do discurso adotado pelo dirigente até então, ao afirmar que a alta dos preços era transitória.

De acordo com Pietra Guerra, especialista de ações da Clear Corretora, uma vez que a inflação se torne mais permanente, isso pode acelerar o ritmo de redução de estímulos da economia americana. “Ou seja, acelerar a alta de juros e o ritmo de diminuição de compra de ativos que a gente vem acompanhando”, destaca.

A analista destaca que, por outro lado, nota-se que vários setores relacionados à abertura da economia estão voltando a se recuperar, apesar dos riscos e incertezas que ainda pairam sobre a nova variante Ômicron.

Mas segundo a Universidade de Oxford, não há evidências de que essa nova variante vai tornar as vacinas e os tratamentos oficiais menos eficazes.

“Os próximos 15 dias serão muito importantes para obter um parecer técnico mais palpável e, consequentemente, conseguir medir os impactos da variante de uma forma mais eficaz”, ressalta Pietra.

O presidente do Fed disse que a instituição não espera um impacto "remotamente próximo" do visto em 2020. Ele reforçou que os efeitos da Ômicron não estão inclusos nas projeções atuais, mas mais dados até a reunião de dezembro devem possibilitar uma melhor análise.

Petrobras e Vale estão capitaneando a elevação do Índice Bovespa, que sobem 3,40% e 2,22%, respectivamente às 13h40. Os papéis dos bancos reforçam a reação positiva da Bolsa: Itaú sobe 1,77%; Bradesco, 2,86%; e Santander, 0,85%.

Ambiente doméstico: PEC dos Precatórios

Os investidores seguem acompanhando as movimentações no Senado em relação à votação da PEC dos Precatórios. Após ser aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o texto deve ser votado nesta quarta-feira no plenário.

Embora seja vista pelo mercado como manobra para burlar o teto de gastos, a aprovação da PEC que abre caminho para o financiamento do Auxílio Brasil com o dinheiro obtido pelo parcelamento dos precatórios, segundo especialistas, acalmaria o mercado ao jogar luz sobre o Orçamento para 2022.

O texto será submetido à análise e votação do plenário do Senado, onde precisará do apoio de 49 dos 81 senadores, em dois turnos de votação. Enquanto isso, o governo trabalha nos bastidores para conseguir uma margem de votos um pouco mais folgada para dar início ao processo.

Para conseguir mais apoio à PEC, o governo abriu negociação para limitar o pagamento das despesas com sentenças judiciais até 2026. O texto que foi aprovado na Câmara e que agora será votado pelos senadores determina uma trava até 2036. Parlamentares críticos à PEC admitem votar favoravelmente se essa mudança ocorrer, com a avaliação de redução dos riscos fiscais.

Em entrevista coletiva no Senado no dia anterior, Pacheco afirmou que a sugestão para vincular todo o espaço fiscal da PEC ao Auxílio Brasil e outras despesas obrigatórias foi bem-vinda e facilita o ambiente para aprovação. "Pode ser até muito interessante para garantir o bom emprego dos recursos relativos ao orçamento público", disse o senador.

Esse carimbo, no entanto, não é suficiente para evitar uma "farra fiscal" em 2022, conforme especialistas. Isso porque o espaço para novas despesas dependerá do que for definido no Orçamento pelos congressistas, independentemente da vinculação.

Há temor de uso da folga para turbinar as emendas do orçamento secreto. Na coletiva de imprensa, Pacheco negou essa relação.

"O importante é dar solução à questão dos precatórios, ter o espaço fiscal e ao mesmo tempo, diante disso tudo, ter essa responsabilidade fiscal, que é o respeito ao teto de gastos públicos", afirmou o presidente do Senado.

Juros futuros

Os juros futuros começaram dezembro em leve queda, acompanhando o movimento do dólar em dia de recuperação de ativos no exterior. Porém, ao longo do dia, passaram a subir, principalmente os longos.

Por volta das 12h10, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2027 subia para máxima de 11,43%, de 11,43% na abertura do dia.

O DI para janeiro de 2025 subia para 11,53%, de 11,43%, e o para janeiro de 2023, de 11,29%, na abertura, para 11,43%.

Sobe e desce da Bolsa

Nesta quarta-feira, Petrobras e Vale que capitanearam elevação do Índice Bovespa pela manhã com altas superiores a 3%. desde 2%. Mas esses papéis devolveram os ganhos ao longo do dia: Pas 16h, Petrobras apresentava alta de 1,77%, e a mineradora, de 1,32%. Os papéis dos bancos que subiram bem na manhã, tinham valorização modesta no mesmo horário: Itaú sobe 0,16%; Bradesco, 0,15%; e Santander, queda de 0,97%.

O aumento do preço do minério de ferro na China reflete no grupo das principais gigantes siderúrgicas. Junto com a Vale, a Usiminas, CSN e Gerdau subiam acentuadamente 4,42%, 4,92% e 4,32%, respectivamente, às 12h08. O mesmo acontece entre as petroleiras. A PetroRio segue no mesmo ritmo da Petrobras, com alta de 4,04%, às 12h10.

Entre as maiores baixas do pregão no período da manhã figuram empresas do setor de proteínas, como JBS e Marfrig, com quedas de 2,24% e 2,21%, respectivamente, às 11h31.

Já entre as maiores altas estão a Braskem, Banco Inter, BTG Pactual e Suzano, com avanços de 7,25%, 5,19%, 4,78% e 4,47%, nesta sequência, às 11h33.

Em busca de recuperação, após fortes recuos, as ações ligadas ao turismo registram valorização na Bolsa. Às 12h11, os papéis da Azul, Gol e CVC subiam 1,41%, 0,38% e 3,16%, nesta ordem.

Brasil: perspectiva estável e dados econômicos

Os investidores precificam ainda a manutenção da nota de crédito do País em moeda estrangeira pela agência S&P Global, em BB-, com perspectiva estável.

Mais cedo, o IBGE informou que o Índice de Preços ao Produtor (IPP), que inclui preços da indústria extrativa e de transformação, registrou alta de 2,16% em outubro, ante alta de 0,25% em setembro.

Também pela manhã, o IPC-S acelerou a 1,08% no fechamento de novembro, após variação de 0,77% em outubro, acima do teto dos analistas, que esperavam variação positiva de 1,04%, com mediana de 0,98% e piso de 0,91%.

O indicador acumulou inflação de 9,89% nos 12 meses, também acima da expectativa mais alta do levantamento, que tinha estimativas de 9,70% a 9,84% e mediana de 9,80%.

Exterior: Europa e Ásia

Na zona do euro, os mercados também operam no positivo, repercutindo novos dados econômicos, como o avanço do PMI industrial de novembro, que subiu para 58,4 pontos, ante 58,3 em outubro.

Além disso, a Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira um plano de investimento de 300 bilhões de euros para impulsionar infraestruturas limpas de energia e transporte, além de fortalecer os sistemas de saúde, educação e investigação em todo o mundo. O esquema denominado Global Gateway pretende mobilizar investimentos entre 2021 e 2027.

A presidente da Comissão, Ursula von der Leyen, destacou que a estratégia é um modelo de como a Europa pode construir conexões mais resilientes com o mundo.

"Apoiaremos investimentos inteligentes em infraestruturas de qualidade, respeitando os mais elevados padrões sociais e ambientais, de acordo com os valores democráticos da UE e as normas e padrões internacionais", afirmou Ursula.

O Global Gateway reunirá a UE, os Estados-membros e as suas instituições financeiras e de desenvolvimento, incluindo o Banco Europeu de Investimento (BEI) e o Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento (BERD), e procurará mobilizar o setor privado a fim de alavancar investimentos.

Na Ásia, as bolsas fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira. No Japão, o índice Nikkei subiu 0,41% em Tóquio, aos 27.935 pontos.

Na Coréia do Sul, o índice Kospi avançou 2,14%, aos 2.899 pontos. Na China continental, o Xangai fechou em alta de 0,36%, aos 3.576 pontos.

Já na Austrália, o mercado concluiu o pregão em queda. O índice S&P/ASX 200 caiu 0,28%, aos 7,235 pontos. / com Tom Morooka e Agência Estado

Sobre o autor
Julia Zillig
Repórter do Portal Mais Retorno.