Empresa

Em sua primeira divulgação de resultados após a cisão com o GPA, o Assaí divulgou um lucro líquido de R$ 240 milhões no primeiro trimestre de 2021. O número é mais que o dobro do registrado no mesmo período do ano passado, uma alta de 113%.

Foto: Corretor Carvalho
Fachada de uma das lojas do Assaí no Brasil - Foto: Corretor Carvalho

O Ebitda, por sua vez, ficou em R$ 640 milhões, alta de 44,1% ante os três primeiros meses de 2020. O Ebitda ajustado foi de R$ 641 milhões e crescimento de 27% seguindo a mesma base de comparação do ano anterior.

O avanço do lucro foi explicado por ganhos operacionais, já que não houve registros de ganhos ou perdas não recorrentes no trimestre atual, nem no correspondente de 2020.

De acordo com o presidente do Assaí, Belmiro Gomes, os resultados do trimestre reforçam a efetividade da estratégia da companhia.

“O crescimento da nossa lucratividade, dobrando o patamar do lucro líquido, evidencia o sucesso e a consistência do nosso modelo de negócio, que associa política de preço baixo a uma excelente experiência de compra”, destacou Gomes em balanço divulgado aos acionistas.

Lojas e vendas

Nos primeiros três meses de 2020, a companhia tinha três grandes lojas em processo de conversão para o Assaí. As conversões concluídas ajudaram a impulsionar a última linha do balanço nesse trimestre.

As vendas avançaram 21%, chegando a R$ 10,4 bilhões. O avanço das vendas em novas lojas, que o grupo chama de expansão orgânica, foi de 11,9% e a performance das vendas 'mesmas lojas' teve ganho de 11,4%.

"Havia expectativa muito grande dos analistas para esse nosso primeiro resultado. A expectativa da companhia é de que seja um trimestre muito bem recebido pelo mercado", disse Belmiro Gomes, presidente do Assaí, em entrevista. / com Agência Estado

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Empresa
Empresa
Economia
Empresa
Veja mais Ver mais