Logo Mais Retorno
Economia

Powell afirma que será necessário elevar os juros nos Estados Unidos acima do nível neutro

O banqueiro central disse que a taxa de juros americana pode chegar a cerca de 2,5% ao ano

Data de publicação:22/06/2022 às 16:28 -
Atualizado 9 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Durante audiência nesta quarta-feira, 22, em comitê do Senado dos Estados Unidos, o presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, afirmou que será necessário elevar os juros para além do nível "neutro", que segundo ele no mais longo prazo seria de "cerca de 2,5%".

Segundo a autoridade, os juros ainda estão "em nível baixo" nos Estados Unidos e o Fed pretende caminhar "mais para o neutro" e inclusive deixá-los em quadro "moderadamente restritivo".

Powell juros nos estados unidos
Jerome Powell, presidente do Federal Reserve | Foto: Reprodução

Pontos considerados para as decisões sobre os juros nos Estados Unidos

Powell disse que o Fed pretende assim conter a inflação, mas sem impedir que a economia continue a crescer. Ele admitiu, contudo, que uma recessão por causa do aperto monetário "certamente é uma possibilidade", qualificando em outro momento a tarefa atual do BC como "desafiadora".

O dirigente considerou que o mercado de trabalho americano está aquecido "em nível não sustentável", atualmente. Sobre o mercado imobiliário, comentou que tem sido vista uma desaceleração nos preços no setor e que, com as altas de juros, esse movimento de preços mais contidos deve prosseguir.

Em vários momentos, Powell foi questionado sobre o quadro na inflação. Ele concordou com a afirmação de que ela já estava elevada antes da guerra na Ucrânia, embora o conflito tenha piorado o quadro, por causa da alta nos preços de energia. Ainda segundo Powell, o salto recente na inflação nos EUA foi mais puxado pela demanda.

Inflação dos combustíveis

Perguntado sobre a forte alta recente nos preços da gasolina, Powell comentou que "não há nada que podemos fazer" no Fed sobre o tema, lembrando que isso é definido em nível global, com peso importante de cartéis do setor, como a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+).

Powell disse que os preços da gasolina não devem cair por causa da ação do Fed. Além disso, notou que os juros mais altos devem moderar os preços dos ativos em geral, influenciando também os níveis de demanda.

Afirmou ainda que o mercado já incorpora em suas condições atuais uma série de altas de juros pelo BC americano adiante, o que segundo ele "é apropriado". Em outro momento, o dirigente destacou o fato de que o avanço recente da inflação é um fenômeno global. Sobre o quadro internacional, advertiu que, na opinião dele, ainda não foram sentidos "todos os efeitos" na economia dos lockdowns ocorridos na China para conter a covid-19. / Com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!