Economia

Inflação sobe para 6,11% e Selic para 6,63% em 2021, segundo Focus

PIB também deve ser maior no período, assim como o IGP-M e balança comercial

Data de publicação:12/07/2021 às 12:25 - Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Os economistas do mercado seguem mantendo as expectativas com viés altista para a inflação e juros para o País em 2021. De acordo com o Boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira, 12, as estimativas do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para o ano subiram de 6,07%, na última semana, para 6,11%. Há um mês, era de 5,82%.

Foto: Arquivo
Projeções para inflação e taxa de juros do País para 2021 seguem subindo, segundo Focus - Foto: Envato

Para o ano seguinte, caiu 0,02% - de 3,77%, há sete dias, para 3,75%. E ficou mantida em 3,25% para 2023.

Já a projeção para a Selic, considerada a taxa de juros do País, foi elevada de 6,50%, na última semana, para 6,63%, mantendo-se longe da meta do Banco Central de 5,25% para 2021. Em 2022, também subiu de 6,75%, nos últimos sete dias, para 7,00%. E permaneceu em 6,50% para o ano seguinte.

As estimativas para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2021 também seguem animadoras, na visão dos especialistas consultados pelo Focus. De 5,18%, nos últimos sete dias, foi ajustada para 5,26%. Há quatro semanas, era de 4,85%.

Para 2022, o índice sofreu uma leve variação – de 2,10% para 2,09%. E ficou em 2,50% para o ano seguinte.

O IPCA de 5 dias úteis acompanhou a movimentação de alta do IPCA. De 6,10%, na última semana, foi elevado para 6,32%, contra 5,85% nos últimos 30 dias. Subiu levemente 0,01% nas projeções de 2022 – de 3,70% para 3,71% - e permaneceu em 3,25% para 2023.

IGP-M e balança comercial

O Índice Geral de Preços – Médio (IGP-M), que mede a inflação do aluguel, tem suas projeções para 2021 ajustadas para cima novamente. De 18,33%, na última semana, foi aumentado para 18,35%. Há quatro semanas, era de 18,87%.

Em 2022, o índice também deve ser um pouco mais elevado. De 4,55%, nos últimos sete dias, subiu para 4,60%. E se manteve estável em 4,00% para o ano seguinte.

Já as expectativas para a balança comercial em 2021 se mantêm em alta. De US$ 68,41 bilhões foi elevada para US$ 68,70 bilhões. E caiu de US$ 60,20 bilhões, na última semana, para US$60,00 bilhões para 2022. Para 2023, foi reduzida de US$ 61,46 bilhões para US$ 61 bilhões.

Sobre o autor
Julia Zillig
Julia ZilligRepórter do Portal Mais Retorno.
Ordem a mercado

Ordem a mercado

O que é ordem a mercado? Ao comprar ou vender ações na bolsa de valores, investidores geralmente têm as negociações mediadas por corretores particulares ou agências...

  CONTINUAR LENDO