Logo Mais Retorno
igp-di.jpg
Economia

IGP-DI de novembro cai 0,18%, ante queda de 0,62% em outubro, mostra FGV

Com o resultado, o IGP-DI acumulou uma elevação de 4,71% no ano

Data de publicação:07/12/2022 às 11:57 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou queda de 0,18% em novembro, após uma redução de 0,62% em outubro, divulgou nesta quarta-feira, 7, a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado, o IGP-DI acumulou uma elevação de 4,71% no ano. Em 12 meses, houve aumento de 6,02%. O indicador ficou dentro do intervalo das previsões do mercado financeiro, que estimavam uma queda entre 0,58% e 0,02%, com mediana negativa de 0,18%, de acordo com o Broadcast

IGP-DI sobe 0,58% em novembro
IGP-DI registra recuo menor em novembro em relação à outubro | Foto: Reprodução

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O IPA-DI, que representa o atacado, teve redução de 0,43% em novembro, ante uma queda de 1,04% em outubro. 

O IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo, subiu 0,57% em novembro, após alta de 0,69% em outubro. Já o INCC-DI, que mensura o impacto de preços na construção, teve elevação de 0,36% em novembro, depois da alta de 0,12% em outubro.

O período de coleta de preços para o índice de novembro foi do dia 1º ao dia 30 do mês. O núcleo do Índice de Preços ao Consumidor - Disponibilidade Interna (IPC-DI) de novembro subiu 0,27%, após a elevação de 0,30% registrada em outubro. 

O núcleo do IPC-DI é usado para mensurar tendências e calculado a partir da exclusão das principais quedas e das mais expressivas altas de preços no varejo. Ainda de acordo com a FGV, o núcleo acumulou uma elevação 5,85% no ano e aumento de 6,41% em 12 meses.

IPAs

Os preços dos produtos agropecuários no atacado medidos pelo IPCA Agrícola caíram 0,96% em novembro, depois de uma queda de 1,79% em outubro, dentro do IGP-DI, informou a FGV.

Já os produtos industriais mensurados pelo IPA Industrial recuaram 0,22% em novembro, ante redução de 0,73% em outubro.

Dentro do Índice de Preços por Atacado segundo Estágios de Processamento (IPA-EP), que permite visualizar a transmissão de preços ao longo da cadeia produtiva, os preços dos bens finais tiveram alta de 0,38% em novembro, ante um aumento de 0,25% em outubro.

Os preços dos bens intermediários caíram 0,48% em novembro, depois de diminuírem 0,53% em outubro. Os preços das matérias-primas brutas registraram redução de 1,15% em novembro, após uma queda de 2,79% em outubro. / Agência Estado.

Leia mais:

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados