Empresa

A incorporadora Gafisa reverteu o prejuízo obtido no início de 2020 de R$ 25,4 milhões e registrou um lucro líquido de R$ 12,9 milhões no 1º trimestre deste ano.

Fachada do prédio da Gafisa - Foto: Gafisa/Reprodução

A receita líquida da Gafisa também cresceu no primeiro trimestre, ao atingir R﹩ 170,1 milhões, alta de 137,3% em relação à mesma base comparativa do ano anterior.

De acordo com relatório divulgado pela companhia na véspera, após o fechamento do mercado financeiro, a Gafisa alcançou um crescimento quatro vezes maior no volume de vendas do período.

Ao todo, a companhia contabilizou R$ 162,9 milhões em vendas brutas, o que representou um avanço de 320% sobre o montante dos três primeiros meses de 2020, de R$ 38,7 milhões.

O lucro bruto da incorporadora teve avanço de 88% no 1º trimestre, na mesma comparação de 2020, para R$ 38,6 milhões. A margem bruta ficou em 22,7% e a margem de resultados a apropriar (REF) alcançou 38,5%.

Segundo o balanço da Gafisa, o total obtido em vendas no período é superior ao total obtido no 3º trimestre do ano passado, que foi de R$ 143,9 milhões, período do ano em que as vendas costumam ser mais elevadas devido à sazonalidade do negócio.

Os distratos incorridos no mesmo período somam R$33,9 milhões, valor superior aos registrados no 4º trimestre de 2020 e nos três primeiros meses do ano anterior.

Em balanço, a companhia informou que isso se deu “devido à reestruturação dos negócios realizados para o empreendimento Moov Parque Maia, localizado em Guarulhos, um projeto resgatado de paralisação em 2019, corretamente reprecificado e que deve trazer novos retornos à empresa”.

 Lançamentos e VGV

Para o restante de 2021, as expectativas da Gafisa seguem positivas, segundo a incorporadora, mesmo com o aumento da taxa Selic, considerada a taxa básica de juros do País, que não deve ser suficiente para causar uma retração ao mercado imobiliário

Os lançamentos previstos pela companhia para o ano, que envolvem três empreendimentos em São Paulo, somam Valor Geral de Vendas (VGV) bruto de R$ 546,1 milhões.

Além disso, a Gafisa recebeu o "Habite-se" da Prefeitura de São Paulo para seguir com outros dois empreendimentos, que, juntos, representam mais R$ 172,1 milhões em VGV.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais