Empresa

A CSU obteve um lucro líquido de R$ 12,8 milhões no 1º trimestre de 2021, alta de 37,5% sobre o montante obtido no mesmo período de 2020. O valor foi considerado o maior obtido pela companhia na base dos três primeiros meses do ano.

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) também foi uma marca recorde no período, no valor de R% 35,8 milhões, alta de 17% ante o primeiro trimestre de 2020.

Foto: CSU/Reprodução
CSU.CardSystem, divisão de meios de pagamento da CSU - Foto: CSU/Reprodução

A receita líquida contabilizada pela CSU nos meses de janeiro, fevereiro e março deste ano foi contabilizou R$ 123,6 milhões, cifra 8,4% maior em relação à mesma base de comparação de 2020.

O diretor de Relações com Investidores, Ricardo Leite, detalha que "a busca dos clientes pela digitalização foi importante para  a construção do ciclo crescente de resultados iniciado há 2 anos, com forte expansão de lucratividade nas duas unidades de negócio, beneficiada pela busca de soluções de ponta".

Unidades

Sobre os destaques por unidade, a CSU.CardSystem teve eficiência na entrega de produtos digitais com crescimento de 15,1% no Ebtida em relação a igual período do ano anterior, atingindo recorde de R$ 28,2 milhões e com margem Ebtida de 47,4%.

Já a CSU.Contact registrou expansão de 28,5% no Ebtida sobre o mesmo trimestre de 2020, totalizando R$ 35,8 milhões.

De acordo com o relatório de divulgação de resultados da empresa, a CSU foi efetiva em importantes renovações contratuais com bancos regionais, na conquista de uma fintech de meios de pagamento como um novo emissor de cartões e na expansão das operações nos atuais clientes.

Além da evolução positiva nos resultados, a companhia apresentou avanços importantes, como a execução da estratégia de M&A (fusões e aquisições, em português) com o aporte de R$ 10,0 milhões no FitBank em março, fintech fornecedora de soluções de infraestrutura para meios de pagamento.

Em abril, o mesmo movimento foi feito com o core banking da Technisys, como parte relevante da solução de BaaS (Banking as a Service) da CSU.

"Com a compra de participação acionária no FitBank, inauguramos a estratégia de aquisição de participações em negócios complementares no ecossistema de pagamentos brasileiro, reforçando nossa atuação junto a instituições dos mais variados segmentos”, ressalta Leite.

Distribuição de proventos

A CSU anunciou ainda a distribuição de R$ 2,8 milhões de dividendos via Juros sobre Capital Próprio (JCP) aos investidores.

"Conseguimos auxiliar empresas e seus clientes com soluções de ponta baseadas em inovação e alto nível de qualidade, focando em crescimento e rentabilidade dos negócios, vislumbrando boas perspectivas em relação a este ano", finaliza o executivo.

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais