Economia

As ações do setor financeiro são destaque na lista de recomendações de analistas financeiros para a carteira de abril. As indicações de ações promissoras para abril fazem parte de relatórios elaborados por quatro corretoras: XP, Toro Investimentos, Nova Futura Investimentos e Corretora Warren.

São relatórios divulgados em cada virada de mês, para orientação aos clientes, com base em estudos feitos por analistas de departamento especializado que se ocupa de análises de toda ordem: do cenário macroeconômico, de diferentes setores, empresas listadas na bolsa. Dependendo do resultado, empresas são excluídas e incluídas outras a cada edição dos relatórios mensais.

Bradesco (BBDC4) lidera a lista de ações consideradas promissoras, relacionada como recomendação, para a carteira de abril, pelos analistas das quatro corretoras. BTG Pactual (BPAC11), também da área financeira, aparece com duas indicações para fechar o grupo de setor bancário.

As demais integrantes do grupo das seis mais bem avaliadas também aparecem com duas indicações: Assaí (ASAI3), setor supermercadista e de distribuição; Cyrela (CYRE3), incorporadora e construtora de imóveis residenciais; CCR (CCRO3), concessão de infraestrutura, transportes e serviços, administração de rodovias, e Vale (Vale3).

Aparecem na lista das corretoras ainda, com uma recomendação, B3 (B3SA3), Klabin (KLBN11), Lojas Americanas (LAME4), Marfrig (MRFG3), Omega (OMGE3), Rede D’Or (RDOR3), Tenda (TEND3), Weg (WEGE3), Ambev (ABEV3), AES Brasil (AESB3), Ez Tec (EZTC3), Cosan (CSAN3), Gerdau (GOAU4), CSN (CSNA3), JBS (JBSS3), PetRio (PRIO4), Via Varejo (VVAR3), Enauta (ENAT3), CSMG3, Itaúsa (ITSA4), SLC Agrícola (SLCE3), Taesa (TAEE11), Telefônica Brasil (VIVT3) e JBS (JBSS3).

As ações garimpadas e pinçadas das mais de 300 empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, fazem parte das ações promissoras para abril que, de acordo com acompanhamentos e estudos de analistas, acenam com maior potencial de valorização. Uma projeção que nem sempre se materializa, mas pode dar uma pista ou subsídio para que o investidor monte sua carteira.

Em que setores estão as ações promissoras para abril

Preço das ações de bancos está atraente e perspectivas são boas para o setor com alta dos juros - Foto (Agência Brasil)

Serviços financeiros

Embora apenas Bradesco esteja em lugar de destaque na lista de recomendações para abril, analistas da Toro Investimentos estão otimistas com a perspectiva de uma retomada de altas do setor. Especialmente dos grandes bancos. O preço das ações está em nível atraente, avaliam, após as fortes quedas desde janeiro. E o segmento deve ser beneficiado pela alta dos juros. Sobretudo o de grandes bancos, que podem voltar a aumentar o spread. Até porque os juros devem permanecer subindo.

Tendência é de continuidade de alta nos preços das commodities, como minério de ferro e celulose - Foto (Agência Brasil)

Commodities/exportação

Analistas da Topo continuam apostando em viés de alta das cotações, após o destaque das matérias-primas em março. Expectativa é que os preços de minério de ferro, aço, celulose e proteína animal persistam em trajetória positiva, pela melhora do consumo, perspectiva econômica e alta do dólar. É esperada maior volatilidade de preços.

Atividades na construção civil devem se retomadas, mas alta dos juros pode atrapalhar - Foto (Agência Brasil)

Construção civil

Equipe da Toro avalia que dados econômicos recentes, como a criação de 401.639 vagas de emprego formal apontada pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), podem contribuir para a retomada de atividade imobiliária. Mas é preciso monitorar o efeito de novas altas dos juros anunciadas pelo Banco Central sobre o setor.

Perspectivas são positivas para o setor de energia elétrica após demanda reprimida na crise econômica - Foto (Agência Brasil)

Energia elétrica

O setor é visto sob perspectiva bastante positiva: baixa competitividade, alto poder de barganha com fornecedores e baixo poder de negociação dos clientes. Uma retomada de consumo de energia, após a demanda represada pela retração econômica, pode ser importante, segundo analistas, para destravar os preços de ações do setor elétrico.

Analistas esperam que movimento no comércio seja retomado este mês - Foto (Agência Brasil)

Varejo/consumo

Analistas da Toro explicam que no início de 2021 um movimento de rotação setorial provocou uma correção de preços das ações de queridinhas de 2020 (as varejistas). O movimento ocorreu por uma mudança de cenário que, se antes favorecia o varejo, sobretudo o e-commerce, passou a beneficiar outros segmentos, como indústria, commodity e bancos. A expectativa, para a Toro, é que a correção já foi concluída em alguns ativos e as compras no comércio varejista podem ser retomadas já neste mês.

Imagem do autor

Colaborador do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais