Logo Mais Retorno
orçamento
Outros

Casais gastam 12,6% do orçamento conjunto com apps de comida, transporte e streaming

Levantamento da fintech Noh, primeira carteira compartilhada do mercado, reforça importância de dividir os gastos

Data de publicação:27/09/2022 às 15:57 -
Atualizado 2 meses atrás
Compartilhe:

Aplicativos como Netflix, iFood e Uber já têm peso relevante no orçamento dos brasileiros, principalmente entre casais ou pessoas que dividem despesas. É o que revela o estudo da fintech Noh, primeira carteira compartilhada do mercado para compras em casal ou grupos de até 10 pessoas.

A pesquisa aponta que, de junho a agosto deste ano, 12,63% do orçamento conjunto de casais foi gasto com aplicativos de entrega de comida, transporte de passageiros e serviços de streaming. Em um momento de inflação elevada, os dados reforçam o diagnóstico sobre as despesas compartilhadas: casais, famílias ou grupos de amigos já dividem diariamente os mais variados gastos e, mesmo com inovações como o Pix, ainda carecem de opções para automatizar essa divisão e trazer mais transparência e controle do orçamento.

orçamento

Importância de compartilhada?

Considerando todos os tipos de despesas, as famílias brasileiras chegam a compartilhar 85% do orçamento, segundo dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE.

Dados do IBGE mostram ainda que a inflação também chegou aos aplicativos de transporte e streaming - mais um indicativo da importância de fazer o rateio corretamente e com transparência.

O preço médio de corridas por transporte por aplicativo acumula alta de 43,8% nos últimos 12 meses até agosto, segundo o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Na mesma comparação, os serviços de streaming sobem 13,3%%.

Quais são os aplicativos mais usados

  • Os apps de delivery são os mais utilizados e respondem por 8,14% do orçamento compartilhado dos usuários da Noh, com um ticket médio de R$ 73, aponta o estudo. Na sequência aparecem os apps de transporte, que representam 3,65% dos gastos coletivos, com ticket médio de R$ 33;
  • Os serviços de streaming são 0,83% do total de gastos, com desembolso médio de R$ 29 - mesmo com menor representatividade, são despesas frequentes, em geral de periodicidade mensal;
  • 12,63% do orçamento conjunto de casais foi gasto com aplicativos de entrega de comida, transporte de passageiros e serviços de streaming;
  • Quase 30% dos gastos dentro do aplicativo da Noh são para despesas com moradia – aluguel, contas fixas, condomínio, impostos, etc;
  • Em alimentação, 35,7% dos gastos com alimentação são com delivery (iFood, Rappi e Zé Delivery);
  • Nas despesas com transportes, Uber e 99 respondem por 90% dos gastos e gasolina, 5%.

Como dividir gastos na Noh

A Noh permite o rateio automático dos gastos por meio de transações com Pix, boleto e o cartão compartilhado pré-pago. Os usuários podem escolher a proporção desejada (50%/50%, 60%/40% ou qualquer outra opção) e este percentual pode ser alterado a cada compra - incluindo despesas passadas.

Ao realizar uma só transação com o cartão da Noh, na versão física ou virtual, uma ou mais pessoas já são debitadas na mesma hora e na proporção escolhida. O mesmo mecanismo vale para pagamentos realizados dentro do app por meio de Pix ou boleto.

Desde agosto, a Noh permite grupos para compartilhar despesas com até 10 pessoas. Antes, o app permitia grupos para duas pessoas, especialmente para casais ou pessoas que moram juntas.

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,