Empresa

A Caixa Econômica Federal renovou em agosto o recorde de concessão de financiamentos imobiliários, superando a marca dos R$ 14 bilhões concedidos em um mês pela primeira vez em sua história. A quantia supera em 33,3% a registrada um ano antes e também o recorde anterior, de R$ 13,1 bilhões, registrado em junho.

Foto: Envato
Caixa bateu mais um recorde na concessão de crédito imobiliário em agosto, com alta de 33% - Foto: Envato

O crédito imobiliário contratado no mês passado é mais de três vezes maior que o registrado em agosto de 2019. Em agosto deste ano, as contratações com recursos da poupança (SBPE) ultrapassaram R$ 9 bilhões, 70,1% mais que no mesmo mês de 2020, e mais de quatro vezes a quantia financiada por essa rubrica, dois anos antes.

Neste ano, a Caixa já concedeu R$ 91,1 bilhões em crédito imobiliário, a 1,6 milhão de pessoas. Com isso, o banco estatal segue na liderança do segmento, com 67% de participação no mercado. Sua carteira de crédito habitacional alcança R$ 534,6 bilhões, em 5,7 milhões de contratos.

Em 2021, a Caixa contratou 406 mil novas unidades habitacionais, com 1.633 novos empreendimentos, o que representa um crescimento de 21,1% no mesmo período do ano passado.

Lucro trimestral

Caixa Econômica Federal registrou líquido de R$ 6,260 bilhões no segundo trimestre, cifra 144,7% maior sobre o mesmo período de 2020. Em relação aos três meses anteriores, houve aumento de 36,6%. O lucro do segundo trimestre é o maior resultado do período em toda a série histórica do banco.

O desempenho no segundo trimestre, quando o Brasil sofreu com a segunda onda da covid-19, foi motivado por margens financeiras melhores, além da redução com os gastos que o banco tem para se proteger da inadimplência.

Por sua vez, as receitas de serviços também melhoraram no período em meio ao cenário de retomada da economia brasileira. / com Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais