Logo Mais Retorno
bolsas da Europa
Mercado Financeiro

Bolsas da Europa fecham em alta, em jornada volátil e com saída de Truss em foco

Saída da premiê deve aumentar temores, porque agitação política permanece

Data de publicação:20/10/2022 às 15:45 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:

As bolsas da Europa registraram ganhos, nesta quinta-feira, em sessão volátil. A renúncia da primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, esteve em foco, com reação inicial negativa em Londres, mas posteriormente os índices foram se firmando em território positivo, em meio a avaliações sobre os próximos capítulos na política britânica e seus efeitos na economia.

Bolsas da Europa
Inflação na Zona do Euro segue no foco das bolsas da Europa - Foto: Envato

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,26%, em 398,77 pontos.

A abertura europeia foi majoritariamente negativa, ampliando as perdas do pregão anterior, quando a inflação ainda forte no continente pesou no sentimento. Nesta quinta, a inflação seguia como foco, com dados da Alemanha, mas a política esteve em primeiro plano.

Liz Truss confirmou sua renúncia à posição de líder do Partido Conservador, perdendo por consequência o comando do governo do Reino Unido. Ela disse que segue no cargo até sua sigla escolher o sucessor e informou que uma nova eleição interna deve ser finalizada ainda na próxima semana.

A Eurasia vê o ex-ministro das Finanças Rishi Sunak como o favorito ao posto, com 35% de chance, mas com a ex-candidata ao cargo Peny Mourdant pouco atrás, com 30%. A consultoria prevê uma disputa difícil, mas também acredita que há pressa entre os conservadores para resolver o assunto.

Da perspectiva dos mercados, o deVere Group acredita que a saída da premiê deve aumentar temores. A consultoria acredita em um rali de alívio, mas "de curta duração, pois a agitação política permanece". A Capital Economics, por sua vez, dizia que um próximo premiê teria de apertar planos fiscais, para dar mostras de contenção aos mercados, o que pode provocar recessão "mais profunda" no Reino Unido.

Na agenda de indicadores da região, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha avançou 45,8% em setembro, na comparação anual, na máxima desde o início da série histórica, em 1949. Já na comparação mensal a alta foi de 2,3% em setembro ante agosto, menos que o avanço de 7,9% do mês anterior.

Nesse contexto, a NatWest afirma esperar uma alta de 75 pontos-base nos juros na próxima semana pelo Banco Central Europeu (BCE), e o banco projeta ainda elevações de 50 pontos-base em dezembro e de 25 pontos-base no início de 2023.

Na Bolsa de Londres, a reação inicial à saída de Truss foi de virada para baixo, porém adiante houve recuperação. O índice FTSE 100 fechou em alta de 0,27%, em 6.943,91 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,20%, a 12.767,41 pontos.

Na Bolsa de Paris, o índice CAC 40 avançou 0,76%, a 6.086,90 pontos.

O índice FTSE MIB, da Bolsa de Milão, registrou ganho de 1,07%, a 21.701,50 pontos.

Em Madri, o índice IBEX 35 subiu 0,80%, a 7.644,40 pontos.

Na Bolsa de Lisboa, o PSI 20 avançou 0,74%, a 5.466,48 pontos./Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter