Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsas da Europa fecham em alta, com dados locais e fim de visita de Pelosi

Há queda da atividade econômica na zona do euro indicando possível recessão

Data de publicação:03/08/2022 às 15:12 -
Atualizado 10 dias atrás
Compartilhe:

As bolsas da Europa fecharam em alta nesta quarta-feira, 3, reagindo a dados econômicos da zona do euro e ao fim visita da presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, a Taiwan.

Enquanto investidores aguardam a possível resposta da China aos EUA, o mercado se ajusta aos indicadores de atividade do bloco, que voltaram a apontar perda de fôlego econômico, enquanto a inflação segue pressionada.

Bolsas da Europa
Foto: Envato

O PMI composto da zona do euro caiu a 49,9 em julho, sinal de que a atividade no continente se contraiu no começo do terceiro trimestre em um contexto de temores sobre uma possível recessão na Europa. Além disso, as vendas no varejo da região sofreram queda mensal de 1,2% em junho, contrariando expectativas de estabilidade. A taxa anual de inflação ao produtor (PPI) do bloco desacelerou ligeiramente, a 35,8% em junho.

Para a Oxford Economics, os dados da zona do euro devem ser vistos em um contexto mais amplo de mudanças de hábitos de gastos dos consumidores, de bens para serviços, mas também de inflação e incerteza elevadas, o que para a consultoria tem sido um "freio considerável" no consumo do continente.

Resultado dos bancos anima bolsas da Europa

Na Alemanha, destaque para o balanço do banco Commerzbank com um lucro superior ao esperado no trimestre, o que fez a ação subir mais de 2%. O índice DAX terminou o pregão em alta de 1,03% aos 13.587,56 pontos.

Na França, o Société Générale anunciou que teve prejuízo líquido de 1,48 bilhão de euros no segundo trimestre de 2022, revertendo lucro de 1,44 bilhão de euros. Ainda assim as ações do banco subiram mais de 3% neste pregão. Já as ações da Airbus subiram cerca de 1% após fontes informarem à Dow Jones Newswires que a companhia revogou o pedido restante da Qatar Airways para seus aviões A350. O índice CAC 40 terminou em alta de 0,97% para 6.472,06 pontos.

Em Londres, o índice FTSE 100 terminou com alta de 0,49% aos 7.445,68 pontos.

Na Bolsa de Milão, o índice FTSE MIB subiu 1,00% para 22.574,90 pontos.

O índice Ibex 35, da Bolsa de Madri subiu 0,61% aos 8.146,63 pontos (preliminar).

Em Portugal, o PSI 20 fechou em baixa de 0,81% aos 6.030,10 pontos.

Nesta quarta-feira, a agência de classificação de risco Fitch disse que a ferramenta anti-fragmentação do BCE é consistente com a proposta inicial de reduzir os riscos de sustentabilidade da dívida pública no velho continente e ameniza temores de que o aperto monetário provoque uma nova crise da dívida na zona do euro. /Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!