Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsa sobe 0,52% com Vale e exterior; dólar cai 0,55% e fica abaixo de R$ 5

Bolsas americanas e europeias fecharam em alta refletindo bons resultados corporativos

Data de publicação:28/04/2022 às 18:16 -
Atualizado 18 dias atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, engatou um segundo dia posiitivo e fechou com alta de 0,52% aos 109.918 pontos. Já o dólar caiu 0,55%, cotado a R$ 4,94.

Foi um pregão de oscilações, o Ibovespa operou entre perdas e ganhos, e por algumas vezes chegou a subir mais de 1% reagindo às boas notícias sobre a inflação. À tarde, foi o clima favorável do exterior que deu sustentação ao mercado juntamente com os papeis de Vale.

bolsa
Foto: Shutterstock

Logo cedo, a Fundação Getúlio Vargas divulgou o IGP-M de abril, que ficou em 1,41%, mostrando desaceleração em relação à março, quando a inflação medida por esse índice ficou em 1,74%. O número ficou abaixo da média das expectativas, de 1,70%, o que surpreendeu positivamente o mercado.

O indicador reflete mais os preços no atacado, o que poderá chegar aos preços finais ao consumidor nos próximos meses. Em abril, o IPC-M ou Índice de Preços ao Consumidor, que integra o IGP-M, saltou de 0,86% em março para 1,53% em abril.

Os investidores gostaram também dos resultados trimestrais de Vale do Rio Doce, que divulgou o balanço na véspera. Embora o lucro líquido de US$ 4,46 bilhões tenha caído 24% em comparação ao mesmo período do ano passado, veio acima de algumas apostas de mercado, e os papeis da mineradora subiram. No fechamento VALE3 apresentou valorização de 2,47%.

Além de Vale, outros destaques positivos do dia na Bolsa: Embraer que divulgou seu balanço trimestral e fechou com alta de 6,75%, a maior alta do Ibovespa; Cielo que subiu 4,94%; e ações do Banco Inter, BIDI4 subiu 5,32% e BIDI11, 4,28%. Usiminas (USIM5) também esteve entre as maiores altas, com valorização de 3,9%.

As bolsas americanas foram impulsionadas pelos bons resultados das companhias de tecnologia, com o Meta, que apresentou elevação de quase 10% após divulgar seu balanço na véspera. Além disso, a publicação do PIB americano veio abaixo do esperado. Se a economia não está aquecida, não haverá razões para que o Federal Reserve (FED, banco central americano) eleve tanto os juros nos Estados Unidos na próxima semana.

Dow Jones encerrou o dia com alta de 1,85%; S&P 500 avançou 2,48% e Nasdaq teve alta de 3,06%.

Os bons resultados corporativos do primeiro trimestre do ano também levaram as bolsas da Europa a fechar em alta.

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.