Renda Variável

Até o dia 5 de abril, em apenas dois dias úteis, os investidores estrangeiros retiraram R$ 26,125 milhões da bolsa de valores brasileira, de acordo com dados divulgados pela B3.

Este montante corresponde à quase metade (47,4%) dos saques efetuados nesse início de abril, durante o qual houve retirada total de R$ 110,33 milhões.

Estrangeiros são responsáveis por quase metade dos negócios na B3

Os investimentos estrangeiros nesse início de mês somaram R$ 25,712 milhões, também quase à metade do ingresso dos recursos na bolsa, porque representam 46,6% do total das compras de ações.

Portanto, o ingresso líquido de capital estrangeiro na B3 foi negativo em R$ 413 mil. Saiu mais dinheiro do que entrou.

O percentual de participação de estrangeiros, em abril, caiu de 52% para 47% na comparação com o mesmo intervalo no mês de março.

Apesar da queda, no acumulado de 2021 o indicador de participação dos estrangeiros se manteve em 50,4%, taxa superior às de 2020 e 2019, quando foram responsáveis por 46,6% e 45,1% do volume negociado, respectivamente, no primeiro trimestre de cada ano. 

A movimentação de estrangeiros no trimestre

Considerando o primeiro trimestre de 2021, a saída de capital estrangeiro do mercado doméstico totalizou R$ 1,177 bilhão. O que representa R$ 303 milhões a mais em comparação ao mesmo período em 2020.

A proporção de pessoas físicas, perfil de investidor que mais cresce nos últimos anos, seguiu a tendência de evolução nesses primeiros cinco dias de abril e atingiu a marca de 24,8%. Isso representa um salto de 5,4 pontos percentuais em relação ao início de março.

No entanto, o total de saques de pessoas físicas nesse período, que ficou em R$ 13,415 milhões, superou o total de investimentos, que somou R$ 13,365. Em termos de participação, esses investidores representaram 24%, tanto em relação a compras como a vendas de ações, em abril.

Ainda segundo a B3, os investidores individuais são maioria entre os 3,2 milhões de investidores que ingressaram na bolsa entre abril de 2019 e outubro de 2020. Os dados da pesquisa realizada pela companhia indicam idade média de 32 anos e renda mensal de até R$ 5 mil.

Em abril, a participação desses investidores no mercado superou a dos institucionais, quer dizer, aqueles ligados a fundos de investimento e fundos de pensão.

Eles foram responsáveis por 23,6% das compras e 23,1% das vendas no mês. Em termos absolutos, os valores são de R$ 13,021 e R$ 12,719 milhões, respectivamente.

No entanto, os institucionais são maioria no acumulado de 2021: representam parcela de 24,6%, enquanto os individuais representam 20,1% do total nos primeiros três meses do ano.

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mercado Financeiro
Renda Variável
Renda Variável
Renda Variável
Veja mais Ver mais