Logo Mais Retorno
Mercado Financeiro

Bolsa cai 1,02% com aumento de tensão entre Rússia e Ocidente; dólar também recua

A Rússia está comprando briga agora é com o Ocidente e não apenas com a Ucrânia

Data de publicação:21/02/2022 às 17:50 -
Atualizado 3 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

A Bolsa de Valores bem que tentou reagir neste início de semana, escorada no bom desempenho de ações como as de Vale e Petrobras, e pelo período da manhã trafegou por um bom tempo por terreno positivo. À tarde, no entanto, o que mais influenciou o mercado de ações foram as notícias de recrudescimento da crise entre Rússia e Ucrânia. As tensões também aumentaram entre o país russo e o Ocidente, diante de declarações de governos europeus endossando represálias à Rússia se houver invasão..

O Índice Bovespa fechou o pregão com queda de 1,02%, ao nível de 111.725 pontos. O dólar colecionou mais um dia de queda. A moeda americana caiu 0,64% e ficou cotada a R$ 5,11, demonstrando a continuidade de ingresso de recursos estrangeiros no mercado doméstico.

Bolsa
Foto: B3/Divulgação

Lá fora, o clima esquentou, com o presidente russo, Vladimir Putin declarando sua disposição de considerar independentes as regiões separatista, de Donetsk e Luhansk, na Ucrânia. As informações eram as de que ele teria mesmo até assinado documento nesse sentido. Imediatamente o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, convocou o Conselho Nacional de Defesa e Segurança do país.

Segundo analistas, esse seria o pretexto apropriado para a Rússia invadir a Ucrânia nesse momento. Para o especialista em Renda Variável da Blue3, Welington Filho, um movimento do presidente russo nesse sentido, "pode deteriorar as negociações de paz e piorar as relações com países do ocidente".

Romero Oliveira, especialista em Renda Variável da Valor Investimentos, pontua que, pela manhã, o mercado estava mais otimista com as notícias de que o presidente francês Emmanuel Macron havia conseguindo promover um encontro entre os presidentes russo e americano, na tentativa de buscar a paz na região. Esperanças que logo se esvaziaram com as novas declarações de Putin à tarde.

Não apenas pelas consequências sociais que uma guerra pode trazer, mas há apreensão também sobre os efeitos da crise entre a Rússia e a Ucrânia no preço do petróleo, gás e carvão, que são escoados pelos territórios da Ucrânia para toda a Europa.

Os dois analistas de mercado lembraram ainda que esta segunda-feira foi feriado Do Dia do presidente nos Estados Unidos e as bolsas americanas não operaram, o que reduziu o volume de negócios por aqui também.

No mercado internacional, os contratos futuros do petróleo ampliaram os ganhos durante o pregão com alta perto de 3%. Segundo Wellington Filho, os ganhos aceleraram principalmente depois que Putin decidiu reconhecer a soberania das regiões separatistas da Ucrânia. Isso trouxe reflexos para ações da Petrobras, que fecharam com valorização de 2,48%.

Os papéis de Vale do Rio Doce foram beneficiados pela alta do minério de ferro lá fora e encerram o dia com alta de 1,05%. As duas juntas são responsáveis por mais de 20% na composição do Índice Bovespa.

Sobre o autor
Regina Pitoscia
Editora do Portal Mais Retorno.