Logo Mais Retorno
AtoGolpista_Brasilia_MarceloCamargo_AgenciaBrasil.jpg
Economia

Atos golpistas em Brasília podem causar risco duradouro sobre ativos no País, diz Capital Economics

Para William Jackson, economista-chefe da Capital Economics, risco do ponto de vista econômico é que essa ameaça leve Lula a abraçar as partes mais esquerdistas de sua agenda

Data de publicação:09/01/2023 às 12:36 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:

Apesar dos atos golpistas de grupos radicais em Brasília no último domingo terem implicações principalmente políticas, os eventos podem trazer risco de longo prazo para os ativos financeiros do Brasil. A avaliação é do economista-chefe de economias emergentes da Capital Economics, William Jackson.

AtoGolpista_Brasilia_MarceloCamargo_AgenciaBrasil.jpg
Distúrbios podem resultar em um risco duradouro sobre os ativos financeiros do País - Foto: Agência Brasil

"Os distúrbios podem resultar em um risco duradouro sobre os ativos financeiros do País, especialmente se levarem o presidente Lula a dobrar sua agenda econômica", pontua Jackson em relatório.

"O risco do ponto de vista econômico é que essa ameaça leve Lula a abraçar as partes mais esquerdistas de sua agenda (mais gastos com a previdência social, maior papel do Estado na economia e redução do papel das forças no mercado), em vez de buscar um compromisso com seus oponentes políticos", avalia.

De acordo com o economista-chefe da Capital Economics, embora não sejam diretamente comparáveis, outros eventos podem ajudar a avaliar o impacto do risco político mais alto nos mercados financeiros do Brasil.

Por exemplo, a Bolsa de Valores caiu pouco mais de 5% e a moeda mais de 2% (em relação ao dólar), nos dias seguintes aos protestos desencadeados pelo aumento da passagem de ônibus, em junho de 2013.

Na avaliação do economista, as implicações econômicas para o País ainda dependem de alguns fatores, como a possibilidade de novos eventos do tipo no Brasil.

"Existe muitas maneiras pelas quais os efeitos econômicos podem se materializar, incluindo uma falta de governabilidade que impede os formuladores de políticas de enfrentar os principais desafios econômicos". /Agência Estado

 

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. Alguns cálculos e bases de dados podem não ser perfeitamente aplicáveis a cenários reais, seja por simplificações, arredondamentos ou aproximações, seja por não aplicação de todas as variáveis envolvidas no investimento real como todos os custos, timming e disponibilidade do investimento em diferentes janelas temporais. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados