Economia

Após oito montadoras, agora foi a vez da Honda anunciar a suspensão de sua produção. A montadora fez o anúncio nesta sexta-feira, informando que a medida afetará as fábricas de carros em Sumaré (SP) e Itirapina (SP), a partir da terça-feira, dia 30. O retorno das atividades está previsto para 12 de abril.

Segundo a empresa, a forma de compensação das horas não trabalhadas no período de atividade suspensa está sendo negociada com o sindicato.

Montadora japonesa retorna as atividades de suas fábricas no dia 12 de abril. Foto: divulgação

Nas últimas semanas, montadoras como Volkswagen, Nissan, Toyota e Renault, Mercedes-Benz, Volkswagen Caminhões e Ônibus, Scania e Volvo também anunciaram a suspensão temporária da produção em decorrência da crise sanitária.

A Mercedes-Benz informou que fechará as fábricas de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e de Juiz de Fora (MG). Já a Nissan interromperá a produção da fábrica de Resende (RJ), a partir de 9 de abril.

A Volvo suspenderá a maior parte da produção de caminhões na fábrica de Curitiba (PR). A medida atinge aproximadamente 2 mil funcionários, do total de 3,7 mil que trabalham na fábrica da Volvo na capital paranaense, e vai durar até o fim deste mês.

A Scania paralisará a produção a partir desta sexta-feira, 26, até 5 de abril. A medida deve atingir a maioria dos 4 mil funcionários da montadora.

A Volkswagen já havia anunciado na sexta-feira a suspensão por 12 dias da produção em suas quatro fábricas no Brasil em razão da crise sanitária. / com Agência Estado

Imagem do autor

Repórter do Portal Mais Retorno.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Empresa
Empresa
Empresa
Empresa
Veja mais Ver mais