Logo Mais Retorno
big techs
Empresa

Alphabet ou Microsoft? Analistas preveem qual ação sairá melhor da crise do setor de tecnologia

Com investimentos da Microsoft em nuvem e inteligência artificial, investidores apontam expectativas sobre as duas empresas

Data de publicação:25/01/2023 às 06:00 -
Atualizado 6 dias atrás
Compartilhe:

O lançamento do ChatGPT, apoiado pela Microsoft, deixou a internet agitada e sua popularidade está levando os investidores a se perguntarem o que isso significa para a Alphabet, empresa controladora do Google.

Analistas dizem que a plataforma pode ser uma ameaça para o negócio de buscas tradicional do Google. O ChatGPT, criado pela OpenAI, com sede em San Francisco, é um chatbot de inteligência artificial capaz de responder a perguntas e escrever redações.

big techs
A Microsoft Corp informou que está fazendo um investimento multibilionário de vários anos na OpenAI | Foto: Reprodução

A Microsoft Corp informou que está fazendo um investimento multibilionário de vários anos na OpenAI, reforçando substancialmente seu relacionamento com a startup por trás do ChatGPT, enquanto a gigante do software procura expandir o uso de inteligência artificial em seus produtos. As empresas não divulgaram os termos financeiros da parceria.

A OpenAI estava em negociações neste mês para vender as ações existentes em uma oferta pública que avaliaria a empresa em cerca de US$ 29 bilhões, informou o Wall Street Journal, tornando-a uma das startups americanas mais valiosas no papel, apesar de gerar pouca receita.

O investimento mostra os enormes recursos que a Microsoft está dedicando para incorporar software de inteligência artificial em seu conjunto de produtos, desde seu aplicativo de design Microsoft Design até o aplicativo de pesquisa Bing. Também ajudará a financiar o poder de computação que a OpenAI precisa para executar seus vários produtos na plataforma de nuvem Azure da Microsoft.

Alphabet e Microsoft competem na nuvem. Nenhuma das ações teve um bom desempenho no ano passado, com a Microsoft caindo mais de 20% e a Alphabet caindo mais de 30%.

A CNBC Pro, apresentou a opinião de gestores de fundos e especialistas de Wall Street para descobrir como as duas ações podem se comportar - e se elas têm uma favorita.

Microsoft

Gil Luria, analista sênior de software da D.A. Davidson, disse em um relatório de 17 de janeiro que há alguma vantagem para os acionistas da Microsoft - graças ao ChatGPT, combinado com a posição do Azure de negócios em nuvem da Microsoft para lidar com "partes materiais" da demanda de computação gerada pelo uso do ChatGPT.

″[Nós] acreditamos que oferece vantagens atraentes para os compradores nos níveis atuais”, disse ele.

“Com relação à incorporação potencial da Microsoft do ChatGPT (e mais amplamente, o modelo de linguagem GPT-3.5) no Bing, acreditamos que a empresa tem uma oportunidade única em uma década de derrubar o domínio do Google e fornecer uma ferramenta Bing que os clientes escolherem primeiro para suas necessidades de pesquisa”, acrescentou Luria.

Ele deu à Microsoft um preço-alvo de US$ 270, ou quase 15% de aumento em relação ao preço atual.

Trent Masters, gerente de fundos da Alphinity Investment Management, disse à CNBC Pro que os dois gigantes da tecnologia têm negócios subjacentes “muito poderosos” – mas ele está mais otimista com a Microsoft no curto e médio prazo.

“A Microsoft é quase incomparável em termos de posicionamento de mercado para ferramentas de produtividade”, disse Masters. “Em seguida, adicione a posição de liderança em nuvem com o Azure e você terá um posicionamento de negócios muito forte.”

De acordo com o FactSet, os analistas que cobrem as ações deram uma alta de 21% em média, enquanto 91% deram uma classificação de compra para os papéis da companhia.

Alphabet

Masters previu que a Alphabet perderá para a Microsoft no próximo ano. 

“Para o Google, o que tem sido decepcionante é a incapacidade de ampliar os negócios além do modelo de publicidade até o momento. Apesar de suas vantagens de dados e Inteligência Artificial, a monetização desses recursos em outras áreas continua atrasada”, disse ele.

Da mesma forma, Louis Navellier, diretor de investimentos da gestora de ativos Navellier & Associates, disse que o modelo de publicidade da Alphabet está "falando".

“Como resultado, a nuvem é a chave para aumentar a lucratividade do Google e o fato de que o governo federal recentemente concedeu um contrato de nuvem ao Google depois que a AWS dominou a nuvem para o governo federal é encorajador”, disse ele à CNBC Pro.

Sean Stannard-Stockton, diretor de investimentos da Ensemble Capital, estava mais otimista em relação à Alphabet. Ele disse que, embora a empresa esteja experimentando um crescimento de receita menor do que o esperado, suas margens de lucro permanecem próximas de recordes.

“Entre sua enorme produção de fluxo de caixa e US$ 140 bilhões em caixa em seu balanço patrimonial, não temos nenhuma preocupação com a capacidade do Google de navegar para o outro lado da atual crise econômica”, escreveu ele em nota à CNBC no início de janeiro.

Ele disse que está monitorando o ChatGPT e sua parceria com o Bing da Microsoft como uma ameaça potencial à Google Pesquisa. “Mas não achamos que os chatbots sejam uma alternativa tão material para o Pesquisa”, concluiu.

De acordo com o FactSet, os analistas que cobrem a Alphabet deram uma alta de 35% em média, enquanto 92% deram uma classificação de compra.

Leia mais:

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter