Logo Mais Retorno
Empresa

AGO da Petrobras elege membros do Conselho e conduz Coelho para a presidência

José Mauro Coelho será conduzido pelo novo Conselho à presidência da companhia

Data de publicação:14/04/2022 às 09:30 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Após mais de sete horas, a Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Petrobras elegeu na noite anterior os novos membros do Conselho de Administração da estatal, confirmando o nome de José Mauro Coelho, que nesta sexta-feira, 14, será conduzido pelo novo Conselho à presidência da companhia.

Marcio Weber também foi reeleito e em seguida terá o seu nome votado para a presidência do Conselho. Além deles, foram eleitos Sonia Julia Sulzbeck Villalobos; Luiz Henrique Caroli; Ruy Flaks Schneider; Murilo Marroquim.

AGO da Petrobras elege membros do Conselho e conduz Coelho para a presidência
Conselho conduzirá Coelho para a presidência da Petrobras após AGO - Foto: Saulo Cruz / Ministério de Minas e Energia

Os acionistas minoritários conseguiram emplacar Marcelo Gasparino e José Abdalla. Eduardo Karrer, Carlos Eduardo Lessa Brandão e Rodrigo Mesquita não foram eleitos.

Erros durante a votação

A assembleia da Petrobras foi marcada por erros. Primeiro foi o cálculo do número de votos mínimos necessários para eleição do Conselho de Administração, calculado abaixo do correto.

Pelas contas da mesa da assembleia, o mínimo deveria ser de 4.746.364.553 votos para entrar no Conselho, o que levou o presidente da assembleia a parabenizar os conselheiros Marcelo Gasparino e José Abdalla, indicados pelos minoritários, que já teriam sido eleitos na contagem que depois foi revisada.

Refeitas as contas, o mínimo necessário subiu para 5.031.760.257, uma diferença de cerca de 300 mil votos.

Em seguida, a mesa voltou a informar que havia erro na contagem dos votos para eleger os oito membros do Conselho, a fase mais esperada da assembleia. Por quase duas horas, os técnicos da Petrobras se desdobraram para arrumar a situação, anunciando o resultado da eleição às 22 horas.

Sem alteração no Estatuto Social

O governo pediu para retirar de pauta a votação de mudanças no Estatuto Social da Petrobras que fortalecem a governança, confirmando rumores que circularam durante todo o dia sobre esse movimento.

A representante da União votou pela retirada da votação da pauta e a realização de uma nova assembleia, alegando um pedido do Ministério de Minas e Energia (MME) para ter mais tempo na apreciação da proposta.

O pedido de retirar da pauta do encontro veio do MME, que alegou que a mudança do estatuto não teria cumprido o rito, ou seja, não foi submetida à apreciação do Ministério supervisor, conforme prevê portaria do Ministério da Fazenda,

A proposta de mudança, porém, passou pelo trâmite burocrático exigido, segundo depoimentos de fontes ouvidas em reportagem para o jornal O Estado de S.Paulo.

Isso porque, em 11 de fevereiro, o diretor de Conformidade, Salvador Dahan, teria se reunido com o chefe de gabinete do MME, José Roberto Bueno Junior, quando a pauta da assembleia e mudança do estatuto foi apresentada. Depois disso, todo o material foi formalizado por e-mail.

Depois da resistência de alguns acionistas minoritários, o presidente da assembleia, Francisco Costa e Silva, decidiu encerrar a assembleia sem votar a matéria.

Resultado financeiro

Também foram aprovados ontem o resultado financeiro da companhia em 2021, quando a empresa lucrou R$ 106 bilhões, além da distribuição de dividendos complementares no valor de R$ 37,32 bilhões - o correspondente a R$ 2,86 por ação preferencial e ordinária em circulação, a serem pagos em maio. / com Agência Estado

Sobre o autor
Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!