Empresa

O Banco Pan anunciou a incorporação da Mosaico, dona do Buscapé, Bondfaro e Zoom. A notícia fez com que as ações da empresa de e-commerce disparassem na Bolsa nesta segunda-feira, 4.

Às 11h05, seus papéis avançavam 16,16%. Já os do banco iniciaram o dia com alta de mais de 3%, porém viraram o sinal e trafegam em queda de mais de 1,2%.

Foto: Reprodução
Dona das marcas Buscapé, Bondfaro e Zoom, Mosaico é comprada pelo banco Pan e suas ações disparam mais de 16% na Bolsa - Foto: Reprodução

A operação, cujo valor não foi revelado, será realizada via troca de ações. O Pan é controlado pelo BTG Pactual.com o negócio, ambos pretendem complementar oferta de serviços aos 12,4 milhões de clientes do Pan e aos 22 milhões de usuários mensais das plataformas da Mosaico

Os acionistas da Mosaico se tornarão executivos do Pan, sendo que um deles irá ao conselho de administração. Todos terão lock-up (trava de venda) das ações recebidas por prazos de 18, 24 e 30 meses (1/3 em cada data).

GMV parrudo

O novo marketplace nasce com R$ 4,2 bilhões de GMV (volume bruto de mercadorias, da sigla em inglês) por ano, em uma plataforma proprietária com ferramentas como cashback sobre o melhor preço, alerta de preços, conteúdo de especialistas, comparador de preços em 112 milhões de ofertas, 400 lojas integradas e buy now pay later (compre agora, pague depois, na tradução livre para o português) operacional que será escalado com crédito do Pan.

Somado a isso, será lançado um cartão de crédito exclusivo, com cashback, e haverá integração com a plataforma Mobiauto (recém adquirida pelo Pan) ampliando a gama de produtos oferecidos e fortalecendo o ecossistema de veículos do grupo.

"Sempre tivemos muita admiração pela Mosaico, por seu propósito e pela habilidade empreendedora de seus controladores. Temos convicção de que juntos podemos construir algo muito maior", afirma Carlos Eduardo Guimarães, diretor presidente do Pan, em comunicado.

"O negócio de banking tem uma recorrência natural muito grande, (essencial) no comércio eletrônico", diz Guilherme Pacheco, cofundador e presidente do conselho de administração da Mosaico, em comunicado. "Ao nos juntarmos ao Pan, (traremos) esse consumidor dentro do ecossistema que estamos criando."

O que pensa o mercado

De acordo com um relatório da XP Investimentos sobre o assunto, do lado da Mosaico os analistas da casa visualizam como principal benefício obtido com a operação a oportunidade de venda cruzada com a base de clientes do Banco Pan, uma vez que este irá direcionar seus clientes para os sites da Mosaico ao incorporar o marketplace da companhia em seu aplicativo.

"No segundo trimestre deste ano, a companhia acumulava 12,4 milhões de clientes versus a média mensal de 21,9 milhões visitantes únicos da Mosaico. A companhia já tinha feito um movimento semelhante com o BTG em janeiro deste ano", apontam os analistas da XP.

Além disso, movimento reforça a oferta financeira da Mosaico, um braço visto pela XP como bastante estratégico para empresas vinculadas ao setor de varejo.

Em relação aos retornos positivos para o Banco Pan, a XP destaca que a aquisição acelera sua estratégia de criação do seu próprio marketplace, adiciona um time robusto de tecnologia, além de acessar a base de clientes da Mosaico com ofertas de produtos do banco, como créditos e seguros. / com Agência Estado

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Veja mais Ver mais