Última modificação em 28 de setembro de 2020

O que é trabalho formal?

O trabalho formal é aquele regido pela Consolidação das Leis de Trabalho - CLT. Nesse caso, o trabalhador tem a sua carteira de trabalho assinada pelo empregador e usufrui de todas as vantagens oferecidas pelos leis trabalhistas. 

Além da remuneração, o vínculo empregatício garante ao trabalhador vantagens como auxílio-alimentação, vale-transporte, plano de saúde, férias remuneradas, INSS, FGTS e 13º salário.

Em geral, as atividades desenvolvidas por esse empregado são realizadas em um horário fixo, geralmente no chamado horário comercial (das 8h às 18h), que proporciona uma rotina regular e consideravelmente tranquila. 


Qual a diferença entre trabalho formal e informal?

Ao contrário do trabalho formal, o trabalho informal engloba os trabalhadores que exercem suas atividades sem registro na carteira. Por não possuírem vínculo empregatício, não usufruem daqueles benefícios trabalhistas já citados acima.

Aqueles que exercem suas atividades no mercado informal de trabalho podem sofrer grande instabilidade financeira, uma vez que não possuem um vínculo empregatício que lhes garantam um salário mensal fixo. Além disso, geralmente esses trabalhadores não possuem horário fixo de trabalho.

Tipos de trabalho

Além do trabalho formal e do informal, é possível classificar o trabalhadores em diferentes tipos:

Profissional liberal 

Enquadra-se como profissional liberal o trabalhador que possui formação acadêmica ou técnica que lhe permita exercer determinada atividade econômica como é o caso dos arquitetos, dentistas, advogados e médicos. 

Pode exercer suas atividades em uma empresa ou em um escritório próprio, nesse caso, o profissional será o único responsável pela organização e execução das suas atividades diárias. 

Trabalhador autônomo

Diferente de um trabalhador liberal, um autônomo não precisa de uma formação superior ou técnica para exercer suas atividades laborais.

Cabeleireiros, músicos, esteticistas, diaristas e outros prestadores de serviços enquadram-se nesse classificação. Um autônomo pode prestar serviços a uma empresas, mas diferente do profissional liberal não possui com essa nenhum vínculo empregatício.

Vale observar que um trabalhador autônomo pode se tornar Microempreendedor Individual (MEI) e assim formalizar o seu negócio e ganhar alguns diretos trabalhistas. 

Home office

Home office, que pode ser traduzido como escritório em casa, engloba os profissionais que trabalham em casa realizando todas as tarefas de trabalho como se estivessem nas dependências da empresa. 

Pode ser desenvolvido por meio de três arranjos: como empregado de uma empresa, como freelancer ou como empresário de uma empresa home based.

No entanto, nem sempre o trabalho é, de fato, realizado em casa — esses profissionais podem optar por trabalharem em outros espaços que ofereçam tecnologia e comodidade para que exerçam suas atividades com conforto como cafeterias, coworkings e hotéis.

A demanda por esse tipo de trabalho está em ascensão uma vez que muitas empresas buscam colaboradores em diferentes cidades que estejam dispostos exercerem as suas atividades à distância. 

Dados do trabalho formal

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística — IBGE — o trabalho formal vem perdendo espaço no nosso país. De fato, muitos brasileiros têm buscado uma colocação no mercado informal, principalmente no setor de serviços, para conseguirem aumentar a sua renda mensal ou para trabalharem em um setor com qual tenham mais afinidade. 

No panorama mundial é possível observar a mesma tendência — de acordo com a Organização Mundial do Trabalho, 60% das vagas de emprego criadas nos últimos anos são informais, o que quer dizer que cerca de 2 bilhões de pessoas estão atuando sem carteira assinada ou sem um contrato formal de trabalho. 

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Ágio

O que é o ágio? Ágio é um termo utilizado no mercado financeiro para designar a diferença entre o valor de mercado de um produto e…

Veja outros termos