Última modificação em 10 de setembro de 2020

O que é uma stablecoin?

Stablecoin ou “moeda estável” é uma criptomoeda cujo preço permanece sempre próximo de 1 dólar. Ganhou destaque ao unir o melhor de dois mundos — o processamento instantâneo, a privacidade e a segurança oferecida pelas criptomoedas, com a estabilidade da moeda fiduciária

Entendendo a stablecoin

Claro, a bitcoin é a criptomoeda mais popular de todas. No entanto, ele é altamente volátil. No último mês, por exemplo, um bitcoin valia $ 5.950. Logo em seguida, sofreu uma súbita valorização e  seu valor chegou a $ 19.700. No entanto, logo sofreu uma queda e passou a ser vendido por $6.900. 

Em um único dia a oscilação de um bitcoin pode ser assustadora - é comum a moeda ganhar ou perder valor em um intervalo de poucas horas. Essa volatilidade de curto prazo torna as criptomoedas inadequadas para o uso diário.

Uma moeda é destinada à troca monetária, por isso, o seu valor deve permanecer estável pelo maior tempo possível. Caso perca poder de compra, os usuários evitarão usá-la. 

Criptomoedas, portanto, devem manter o seu valor e não podem ser diretamente afetadas pela inflação, o que incentivará os usuários a gastá-la em vez de poupá-la. É assim que o stablecoin se comporta. 

Razões para uma moeda ser estável

Uma moeda é estável graças às reservas financeiras que lhe dão sustentação e às ações das autoridades financeiras para controlar o mercado, como as executadas pelo Banco Central do Brasil. Um vez atrelada a um ativo subjacente, como reservas de ouro, uma moeda fiduciária não sofre oscilações violentas.Em casos extremos, as autoridades monetárias de um país podem intervir gerenciando a demanda e a oferta da moeda para evitar a inflação e a sua consequente desvalorização. 
No entanto, a maioria das criptomoedas não contam com esses mecanismos, ou seja, não contam com uma reserva monetária e nem com ferramentas capazes de evitar a sua desvalorização. Já o stablecoin apresenta alguns desses mecanismos, por isso, se assemelha a uma moeda fiduciária embora seja um criptomoeda. 

Stable coin colateralizado pela Fiat

A stablecoin colateralizada pela Fiat conta com uma reserva fiduciária em dólares que garante uma emissão controlada. Além da moeda estadunidense, é possível garantir a emissão com reservas de metais preciosos, como ouro e prata, ou commodities como petróleo.

Todas essas reservas são guardadas por custodiantes independentes e são auditadas com frequência para garantir sua integridade. A TrueUSD e a Tether (USD), por exemlo, são duas moedas digitais cuja emissão é garantida por depósitos em dólares e tem valor equivalente a 1 dólar. 

Stablecoin cripto-colateralizada

Uma stablecoin cripto-colateralizada tem como reserva outras moedas digitais. Como a criptomoeda de reserva pode ser volátil, essas criptomoedas tem um grande número de tokens para emitir um pequeno número de stablecoins. Tais moedas, portanto, são "sobrecolateralizadas".

Por exemplo, para emitir $200 dólares de ethereum (um tipo de criptomoeda) é necessário manter uma reserva de $400 dólares.

Ou seja, a reserva suportará 50% das oscilações da moeda. Vale observar que monitoramentos e auditorias frequentes acabam aumentando a estabilidade de uma criptomoeda, o que melhora a sua volatilidade. A ethereum é indexada ao dólar e conta com uma reserva de criptoativos. 

Stablecoins não garantidos (algorítmicos)

Essas moedas digitais não contam com reserva em dólares que garanta e a sua emissão, no entanto, são controladas por um algoritmo capaz de manter seu o preço estável.

Por exemplo, a basecoin conta com um protocolo desenvolvido para aumentar ou diminuir a emissão conforme o necessário, o que mantém o preço estável. Essa ação é semelhante as de um banco central para regular a valorização da moeda, contudo, nesse caso tudo é executada de forma autônoma. 

Termo do dia

Planejamento tático

O que é planejamento tático? Planejamento tático é o tipo de planejamento, feito a nível intermediário da hierarquia de uma empresa, que busca otimizar os departamentos,…