O que é um pensionista?

Pensionista é um segurado que, independentemente de ter contribuído para o Instituto Nacional de Seguridade Social - INSS, recebe benefícios previdenciários. 

Para receber a pensão é preciso ser dependente, ser casado ou viver em união estável com o segurado que falecer ou tiver sua morte declarada judicialmente em caso de desaparecimento. Os menores de idade e os incapazes também têm direito a receber esse benefício. 

A pensão é depositada todos os meses pela Previdência Social na conta do beneficiário. Não há tempo mínimo de contribuição; no entanto, é preciso que o segurado tenha contribuído com o INSS pelo menos um mês no ano anterior ao de sua morte. 

As pensões podem ser subdivididas em duas categorias: vitalícias ou temporárias, que como o nome indica são válidas por um período pré-determinado. Assim, após o término do prazo ou ao atingir uma idade pré-estabelecida, o beneficiário poderá ter o pagamento da sua pensão suspensa. 

O que é um aposentado?

Diferente de um pensionista, aposentado é um segurado que contribuiu diretamente para o INSS e assim se habilitou para receber a aposentadoria. Isso quer dizer que, salvo algumas exceções, todas as pessoas que recolheram INSS tem direito à aposentadoria. 

Também é possível se aposentar por uma Previdência Privada. Nesse caso o valor pago garantirá uma renda adicional ao aposentado.

Quais são os tipos de pensões e aposentadorias?

Diferentes tipos de pensões e aposentadorias são concedidas pelo INSS, em alguns casos, um segurado pode acumular a aposentaria com a pensão.

Entre as principais aposentadorias, merecem destaque:

Aposentadoria por idade

Como o nome indica, a aposentadoria por idade é concedida de acordo com a idade do beneficiário.

Além disso, para se aposentar por idade é preciso que o segurado tenha contribuído por pelo menos 20 anos para o INSS ou comprovar que trabalhava exclusivamente como agricultor rural em uma propriedade familiar. 

Aposentadoria por tempo de contribuição

A aposentadoria por tempo de contribuição é concedida ao segurado que contribuiu para o INSS por um período mínimo. 

Vale destacar que algumas categorias profissionais devem observar regras especiais quanto ao tempo de contribuição, como professores. 

Aposentadoria por invalidez

É concedida ao beneficiário que perdeu total e definitivamente a sua capacidade laboral. O benefício é pago enquanto durar a invalidez, que deve ser reavaliada pelo INSS a cada dois anos. 

O primeiro passo para requerer a aposentadoria por invalidez é requerer o auxílio-doença. Caso se verifique a incapacidade permanente e impossibilidade de reabilitação, o benefício se reverterá em aposentadoria. 

Vale destacar que para evitar fraudes o INSS pode solicitar laudos e perícias médicas sempre que julgar necessário para comprovar o estado de saúde dos beneficiários. 

Entre as pensões, vale destacar:

Pensão por morte urbana

A pensão por morte é concedida aos dependentes do beneficiário urbano, esteja esse aposentado ou em atividade na data da sua morte. Para garantir o benefício, a morte ou desparecimento do titular precisam ser comprovados judicialmente. 

Pensão por morte rural

A pensão por morte rural é concedida aos dependentes dos trabalhadores rurais, ou seja, para aqueles que lidam com a agricultura ou com a pecuária em uma pequena propriedade cultivada pela família e que contribuem com a comunidade local. Dependentes de pescadores artesanais também têm direito ao benefício. 

O que é um pensionista?

Pensionista é um segurado que, independentemente de ter contribuído para o Instituto Nacional de Seguridade Social - INSS, recebe benefícios previdenciários. 

Para receber a pensão é preciso ser dependente, ser casado ou viver em união estável com o segurado que falecer ou tiver sua morte declarada judicialmente em caso de desaparecimento. Os menores de idade e os incapazes também têm direito a receber esse benefício. 

A pensão é depositada todos os meses pela Previdência Social na conta do beneficiário. Não há tempo mínimo de contribuição; no entanto, é preciso que o segurado tenha contribuído com o INSS pelo menos um mês no ano anterior ao de sua morte. 

As pensões podem ser subdivididas em duas categorias: vitalícias ou temporárias, que como o nome indica são válidas por um período pré-determinado. Assim, após o término do prazo ou ao atingir uma idade pré-estabelecida, o beneficiário poderá ter o pagamento da sua pensão suspensa. 

O que é um aposentado?

Diferente de um pensionista, aposentado é um segurado que contribuiu diretamente para o INSS e assim se habilitou para receber a aposentadoria. Isso quer dizer que, salvo algumas exceções, todas as pessoas que recolheram INSS tem direito à aposentadoria. 

Também é possível se aposentar por uma Previdência Privada. Nesse caso o valor pago garantirá uma renda adicional ao aposentado.

Quais são os tipos de pensões e aposentadorias?

Diferentes tipos de pensões e aposentadorias são concedidas pelo INSS, em alguns casos, um segurado pode acumular a aposentaria com a pensão.

Entre as principais aposentadorias, merecem destaque:

Aposentadoria por idade

Como o nome indica, a aposentadoria por idade é concedida de acordo com a idade do beneficiário.

Além disso, para se aposentar por idade é preciso que o segurado tenha contribuído por pelo menos 20 anos para o INSS ou comprovar que trabalhava exclusivamente como agricultor rural em uma propriedade familiar. 

Aposentadoria por tempo de contribuição

A aposentadoria por tempo de contribuição é concedida ao segurado que contribuiu para o INSS por um período mínimo. 

Vale destacar que algumas categorias profissionais devem observar regras especiais quanto ao tempo de contribuição, como professores. 

Aposentadoria por invalidez

É concedida ao beneficiário que perdeu total e definitivamente a sua capacidade laboral. O benefício é pago enquanto durar a invalidez, que deve ser reavaliada pelo INSS a cada dois anos. 

O primeiro passo para requerer a aposentadoria por invalidez é requerer o auxílio-doença. Caso se verifique a incapacidade permanente e impossibilidade de reabilitação, o benefício se reverterá em aposentadoria. 

Vale destacar que para evitar fraudes o INSS pode solicitar laudos e perícias médicas sempre que julgar necessário para comprovar o estado de saúde dos beneficiários. 

Entre as pensões, vale destacar:

Pensão por morte urbana

A pensão por morte é concedida aos dependentes do beneficiário urbano, esteja esse aposentado ou em atividade na data da sua morte. Para garantir o benefício, a morte ou desparecimento do titular precisam ser comprovados judicialmente. 

Pensão por morte rural

A pensão por morte rural é concedida aos dependentes dos trabalhadores rurais, ou seja, para aqueles que lidam com a agricultura ou com a pecuária em uma pequena propriedade cultivada pela família e que contribuem com a comunidade local. Dependentes de pescadores artesanais também têm direito ao benefício. 

Pensões especiais podem ser concedidas aos contribuintes que tenham a síndrome da Talidomida ou hanseníase, nos casos determinados em lei. 

Pensões especiais podem ser concedidas aos contribuintes que tenham a síndrome da Talidomida ou hanseníase, nos casos determinados em lei. 

Como Investir nos Melhores Fundos

Termo do dia

Cadeias de Valor

O que são cadeias de valor? Cadeias de valor são um conjunto de ações e estratégias implantadas dentro de uma empresa e que têm por objetivo…

Veja outros termos