Última modificação em 22 de setembro de 2020

O que é outperform?

Outperform é uma classificação que expressa o desempenho extraordinário de uma ação, quando comparada ao de um índice de referência.

Um exemplo simples é uma ação com retorno total de 10%, que tem como benchmark o Ibovespa, que no mesmo período subiu apenas 8%. Logo, seu desempenho é classificado como outperform porque ela supera em 2% o índice em questão.

No entanto, esse tipo de ação nem sempre se caracteriza com retorno positivo. Em 2008, a Berkshire Hathaway perdeu mais de 30% do seu valor, ao passo que o Índice S&P 500 caiu 36,7% nesse mesmo período. Já que a perda da Berkshire foi menor, as suas ações tiveram um desempenho superior.

O outro nome para esse tipo de ação é “overweight” e ambas as expressões indicam quando algo supera expectativas.

Vale destacar que uma ação só pode ser considerada outperform apenas de forma relativa, não absoluta. Esse atributo depende, portanto, do setor ou indicador relacionado. Então fique atento quando algum analista indica a classificação do ativo como outperform, já que esse status depende claramente do referencial.

Inclusive, quando falamos em índice de referência, não nos referimos apenas ao Índice Ibovespa. Existe o MSCI Latam, o IBrX e muitos outros, sendo que cada um deles funciona como uma média de desempenho de determinada classe de ativos.


O que leva uma ação ao outperform?

Quando algum fator ajuda uma empresa a gerar mais receita e lucro do que seus pares, as ações dela naturalmente se valorizam. Os fatores responsáveis por isso frequentemente são: melhor gerenciamento financeiro da corporação, estratégia de governança corporativa e comportamento do mercado.

E o que isso traz como consequência? Normalmente, as vendas crescem mais que o esperado e os títulos voltam a se valorizar.

Warren Buffett, um dos investidores mais importantes da atualidade, já declarou sua preferência por ações outperform. Ele opta pelas que possuem altas margens de lucro, emitidas por empresas cuja gestão ele conhece e respeita.

Contudo, uma ação em outperform não significa necessariamente que ela é a melhor para você investir. Isso porque um setor pode até superar o esperado em relação a um índice, mas nem sempre as ações de uma empresa específica desse setor supera as outras da mesma categoria.

Como as pessoas analistas de ações fazem as recomendações?

Existem dois grandes tipos de análises de mercado: a técnica, que investiga os preços e o seu comportamento no formato de gráficos, e a fundamentalista, que verifica o valor da empresa segundo o seu balanço patrimonial, seus resultados trimestrais e as influências relevantes da economia global. A primeira análise costuma ser de curto prazo e, a segunda, de longo prazo.

Logo, é possível que você encontre os dois tipos de relatórios de analistas nas corretoras, mas misturar os dois tem sido uma prática comum. As ações outperform integram a seção de recomendações relativas que, como já discutimos no início do artigo, depende do universo analisado.

Quando as ações, por sua vez, não possuem tendência a superar nem a serem inferiores ao esperado, os analistas a classificam como neutral, market perform ou peer perform. Mas se o desempenho for inferior, o termo correto será underperform ou underweight.

Assim, em uma escala de avaliações, a ordem é equivalente a:

Termo do dia

NAFTA

Entenda o que é o NAFTA, suas garantias aos países co-signatários, vantagens e desvantagens, e as mudanças que o tratado está prestes a sofrer.

Veja outros termos