Última modificação em 11 de setembro de 2020

O que é um Leilão de Fechamento?

Se você já é um investidor de ações, provavelmente percebeu que a Bolsa de Valores tem os seus horários de funcionamento. No entanto, é possível tomar algumas posições fora dele em situações específicas, como é o Leilão de Fechamento.

Em algumas situações, a Bolsa de Valores tem seus mecanismos de proteção aos preços dos ativos. É o caso, por exemplo, do circuit breaker. Quando há uma volatilidade muito alta, as negociações são suspensas para que os investidores se acalmem.

Um leilão de ações pode ocorrer em duas situações básicas. A primeira é justamente quando algum ativo oferece alta volatilidade, sendo utilizado para equilibrar um pouco a sua precificação. A outra é para o recebimento de ofertas em momentos em que ela está fechada para negociações.

Vamos então entender o funcionamento do Leilão de Fechamento para que esse cenário fique mais fácil de entender.

Como funciona o Leilão de Fechamento?

O Leilão de Fechamento, como o próprio nome sugere, é um leilão de ações que ocorre no período final de negociação no mercado, mais especificamente nos últimos cinco minutos para o término do pregão.

Na maior parte do ano, ele ocorre no período que compreende o horário das 16h55 até às 17h. Apesar disso, é importante mencionar que, quando o país adota o horário de verão, ele é adaptado para seguir o mercado dos Estados Unidos. A lógica dos cinco minutos, contudo, permanece a mesma.

Aqui, participam apenas os ativos que fazem parte de algum índice da Bolsa de Valores, como o Ibovespa, por exemplo. No entanto, ao contrário do que acontece no pregão regular, as negociações não são fechadas nesse momento.

Ou seja, o objetivo de um Leilão de Fechamento é de apenas registrar intenções de compra e venda com seus respectivos preços. O cruzamento de ofertas só acontecerá após a reabertura do mercado e somente se houver um "casamento" de preços.

Isso significa que, se você lançar uma ordem de compra a R$20 para uma ação, mesmo que alguém esteja disposto a vendê-la pelo mesmo preço, a transação oficial ocorrerá apenas após a reabertura do mercado no dia seguinte.

Quais os objetivos do Leilão de Fechamento?

A razão pela qual o Leilão de Fechamento foi criado é para a redução da volatilidade de preço dos ativos da Bolsa de Valores. O intuito principal está em oferecer um ajuste de preços e de expectativas entre os investidores, reduzindo assim as fortes oscilações entre o fechamento e abertura do mercado.

Vale lembrar que, após o encerramento do pregão, nenhuma negociação é feita até a sua reabertura, no próximo dia útil. Assim, os leilões surgem como mecanismo de estabilização, ajustando a expectativa do mercado nesse momento em que não há negociação já que pode haver uma mudança de opinião sobre os preços nesse período.

Leilão de Abertura vs. Leilão de Fechamento: qual a diferença?

Além do Leilão de Fechamento, há o Leilão de Abertura. A principal diferença entre eles é o momento da negociação. O Leilão de Abertura ocorre quinze minutos antes da abertura do mercado, o que, geralmente, ocorre às 10h.

Há uma semelhança importante entre eles que é a necessidade de estar atento antes de enviar uma ordem de compra ou venda. Isso porque, ao contrário do que acontece no pregão regular, não é possível cancelar ordens emitidas nesses momentos de leilão.

Por fim, temos também um terceiro tipo de leilão que ocorre durante o pregão em momentos de alta volatilidade de um papel. Assim, a Bolsa de Valores pode suspender as negociações por cinco minutos, período em que os investidores executam seus lances e há uma correção do preço médio do ativo.

Termo do dia

Planejamento tático

O que é planejamento tático? Planejamento tático é o tipo de planejamento, feito a nível intermediário da hierarquia de uma empresa, que busca otimizar os departamentos,…