O que é o Giro dos Estoques Totais?

Ao fazer um investimento, você leva em consideração como os produtos comercializados pela empresa na qual você quer comprar ações estão sendo cuidados ou manejados? Uma boa gestão de estoque é uma das peças-chave para o crescimento de uma empresa.

Para saber mensurar os resultados das estratégias de estoque, é importante compreender o Giro de Estoques Totais (GET). Ele é um importante indicador que mostra como está o andamento do estoque. Ou seja, a relação entre produtos que estão chegando para armazenamento e os que estão saindo para vendas.

Um estoque qualificado é aquele que possui um bom fluxo de produtos. Isso significa que não há falta ou excesso de um mesmo item. Esses dois extremos podem gerar problemas para a instituição.


Qual a finalidade do GET?

 

A finalidade do Giro de Estoque é mostrar se a estocagem está atendendo às reais necessidades de venda da empresa. Com ele, é possível verificar se um certo produto está em falta ou excesso no estoque. A partir desse dado, parte-se para a avaliação de todo processo: da aquisição à venda de mercadorias.

Também é possível utilizar o GET para verificar a incidência no mix de produtos. A variedade dos produtos apresentados também interfere na decisão de compra por parte do cliente. Pouca variedade ou variedade em excesso podem dificultar a tomada de decisão e reduzir o número de conversão de vendas da empresa.

Uma boa análise do giro de estoques também ajuda a reduzir custos. Afinal, produtos parados são recursos financeiros parados, pois carregam em si todo custo de produção ou de aquisição.

Pensando em indústrias, vale lembrar que o estoque interfere na duração do processo produtivo, uma vez que também é preciso estratégia na aquisição da matéria-prima.

Como calcular o Giro de Estoques Totais?

O cálculo para obter o GET é simples:

Giro de estoque = total de vendas/volume médio de estoques

Para chegar nos elementos que compõem esta fórmula é necessário o registro das aquisições de mercadoria e das vendas realizadas. Do contrário, não é possível chegar ao GET.

Por "volume médio de estoques", entenda o número de unidades que costuma compor o estoque de um produto na maior parte dos dias ou meses. Para chegar neste número, basta somar número de unidades presentes no início do período com o número de unidades ao final do período em análise. O resultado da soma deve ser dividido por 2.

Além de ter o controle dos dados que serão inseridos na fórmula, você deve:

  1. Definir o período de cálculo (1 mês por exemplo);
  2. Utilizar o total de vendas neste período;
  3. Estabelecer o volume médio no estoque durante o período selecionado.

Exemplo prático de uso do GET

Suponha que você deseja saber o giro de estoque de pneus de uma empresa, em 1 mês.

Para calcular o GET, precisamos encontrar: o total de vendas e o volume médio do estoque. Foram vendidas 200 unidades durante o mês. O volume médio do estoque no período, pode ser calculado da seguinte forma:

V. médio de estoque = 100 un (início do mês) + 100 un (final do mês) ÷ 2 = 100

O volume médio de estoque do período foi de 100 unidades. Agora, aplica-se a fórmula do GET.

GET: total de vendas / volume de estoque ► 200 / 100 = 2

Com este resultado, é possível afirmar que o estoque foi renovado 2 vezes neste mês. Portanto, quanto mais alto for o resultado para este indicador, maior é a rotatividade do estoque.

Essa informação, no entanto, não pode ser interpretada isoladamente. Afinal, alta rotatividade de estoque pode ter um impacto no custo operacional da empresa, que também deve ser considerado.

Espera-se sempre que este número seja igual ou maior do que 1, o que significa que houve, pelo menos, uma renovação do estoque durante o período. Resultados menores do que 1, indicam que a quantidade de itens armazenados supera as vendas. Esse resultado pode indicar, portanto, dificuldades na gestão das aquisições ou no fluxo de vendas.

 

Descomplicando a Bolsa de Valores

Termo do dia

Holding Familiar

Veja o que é um Holding Familiar e por que ela é útil na proteção de patrimônio de uma empresa familiar.