Open Nav

Disponibilidades

O que são disponibilidades?

Na contabilidade, existem diversos termos e nomenclaturas que podem acabar confundindo um pouco quem não tem tanta intimidade com a área. As disponibilidades estão entre esses termos.

Disponibilidades é o grupo dentro de uma empresa que representa o seu saldo de caixa livre ou, se preferir uma maneira mais objetiva, a quantidade de recursos que a empresa tem para livre movimentação.

As disponibilidades são representadas no grupo de Ativo Circulante, o que representa bens e direitos de curto prazo (aplicação válida dentro do período vigente do Balanço Patrimonial, com período máximo de um ano) de uma empresa.

Elas também são nomeadas como "equivalentes de caixa" em muitos lugares. Nesse caso, quaisquer valores que possam ser convertidos facilmente em dinheiro (inclusive sem riscos) são considerados também.

Descomplicando a Bolsa de Valores

Qual é a função das disponibilidades?

 

Quando uma empresa pensa nas suas disponibilidades, ela está prioritariamente buscando dinheiro de maneira imediata, que não tem qualquer problema de liquidez, isto é, de converter o ativo em capital.

Ou seja, ao contrário de outros grupos do ativo circulante de uma empresa, nas disponibilidades esses recursos estão livres e disponíveis para uso da maneira que a organização precisar.

É diferente de, por exemplo, pensar nas duplicatas a receber. Nesse grupo, ainda resta o pagamento por parte dos clientes e, portanto, há risco de não ter o dinheiro.

É o mesmo raciocínio para estoques, já que são mercadorias que precisam ser comercializadas e, novamente, envolve a chance de não acontecer. Esses dois grupos citados, portanto, não estão dentro das disponibilidades.

Quais são as contas que compõem as disponibilidades?

Como você já viu, o grupo das disponibilidades de uma empresa é composto por contas que remetam a dinheiro imediato para a organização. Ainda assim, essas contas podem ser categorizadas em diferentes níveis.

A seguir, listamos quais são e como funcionam para que você entenda as diferenças.

Caixa

O caixa de uma empresa é o mais fácil de entender dentro do grupo das disponibilidades. Ele é, afinal, o que é a empresa tem disponível no seu próprio caixa. Ou seja, estamos falando de dinheiro disponível para uso imediato.

O caixa é composto basicamente por dinheiro disponível para aplicação no próprio negócio, especialmente junto aos cliente. É um dinheiro que está reservado para a operação em si do negócio e, portanto, possui máxima liquidez aos gestores.

Depósitos bancários à vista

O segundo grupo dentro das disponibilidades são os depósitos bancários à vista que nada mais são do que valores que a empresa possui em conta corrente nos bancos. Ou seja, é um dinheiro que pertence a ela, apenas não está em dinheiro vivo dentro do caixa.

Além disso, existem também cheques já recebidos por parte dos clientes, mas que ainda não foram depositados. São valores que já estão em posse da organização e, assim que depositados, estarão disponíveis na sua conta. Pode-se considerar também eventuais transferências bancárias em processamento.

Conta movimento

Em alguns casos, as empresas podem ter conta movimento. Esse tipo de conta remete a um dinheiro de livre movimentação em que o seu saldo pode ser usado pelo cliente do banco — no caso, a própria organização que a possui.

São usadas para pagamentos de funcionários, compras de fornecedores, recebimentos de valores parcelados aos clientes ou outras finalidades específicas. O dinheiro, no entanto, é da empresa. Se houver conta poupança, ela também entra nesse grupo.

Aplicações financeiras

Se você deixar o seu dinheiro parado na conta corrente (caixa), estará perdendo dinheiro, não é mesmo? Até aqueles mais leigos em finanças sabem que um capital que não será usado no curto prazo deve ser investido.

A lógica vale também para a empresa: ela precisa fazer o seu dinheiro render enquanto não o utiliza. Para isso, claro, os investimentos são bem-vindos. No entanto, para valer como disponibilidades, devem ser aplicações com liquidez imediata — assim que necessitar do dinheiro, ela pode solicitar o valor.

 

Descomplicando a Bolsa de Valores

Avalie esse texto e nos ajude a melhorar cada vez mais.

Nos ajude a melhorar o conteúdo desse texto! Envie um complemento ou correção por aqui para deixar esse conteúdo ainda melhor. Seu nome pode ser citado como revisor desse conteúdo com a sua permissão! ;)

Envie sua sugestão


Conheça também os termos relacionados