Última modificação em 10 de novembro de 2020

O que é Call Spread?

A call spread é um estratégia empregada no mercado de opções, conhecida como "trava de alta". Tem como objetivo delimitar os ganhos e perdas quando o mercado está em ascensão.

Para que possamos entender como essa estratégia funciona, é necessário que alguns pontos sobre esse tipo de mercado sejam esclarecidos.

No mercado de opções, o investidor é capaz de negociar o direito de comprar (call) ou de vender (put) um determinado ativo em uma data futura, por um preço previamente estabelecido entre as partes interessadas.

Em troca desse direito, o comprador tem que pagar um determinado preço para o vendedor, no momento em que a operação é aberta. Ao final do pregão, a CBLC - Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia - e a Bolsa de Valores registram esse direito de compra que foi negociado.

Ou seja, o vendedor passa a ser obrigado a disponibilizar a ação pelo preço do seu exercício, assumido pelo investidor que realizou a opção de compra. Vamos a um exemplo prático:

Se o investidor acredita que determinada ação do mercado à vista será valorizada futuramente, ele pode adquirir uma opção de compra - call - sobre essa ação. A partir desse direito e supondo que o preço predeterminado foi R$100, o investidor pagará por esse valor até a data de vencimento da ação, mesmo que futuramente ela esteja custando R$200 ou R$300.

Caso o preço dessa ação no mercado, até a data de vencimento, se mantenha inferior a R$100, o investidor terá a opção de não exercer seu direito e comprar tal título a vista. A fim de que o vendedor da call não fique no prejuízo, o investidor já havia pago um preço pelo direito lá no início da operação, lembra?

Uma vez que esse conceito sobre o mercado de opções esteja claro, poderemos compreender melhor como a call spread funciona!

Como a Call Spread funciona?

Conforme falamos anteriormente, essa estratégia é conhecida como "trava de alta". 

Suponhamos que você, enquanto investidor, tenha adquirido uma call - direito de compra por um preço previamente estabelecido com o vendedor - referente ao dólar, num valor de R$3,00. Sua especulação é de ele seja valorizado futuramente, chegando á R$5,00.

A base da call spread será vender essa call justamente por R$5,00 - valorização máxima que você acredita que o dólar alcançará. Logo, o seu lucro será "travado" em R$2,00.

Por isso a call spread é considerada uma estratégia de delimitação de lucros e perdas, porque o investidor - com base em suas próprias especulações - consegue prever sua lucratividade ou possível neutralidade, caso determinada ação não seja valorizada e ele acabe comprando-a à vista mesmo.

Perceba que não há riscos de um prejuízo considerável, mas é necessário que o investidor tenha certa experiência com operações desse tipo para não cometer nenhuma falha de negociação.

Qual é a diferença entre Call Spread e Put Spread?

A put spread também é considerada como uma estratégia aplicada no mercado de opções. Ela é, inclusive, o oposto da call spread.

Se uma é tratada como "trava de alta", a outra será conhecida como "trava de baixa". A operação acontece de maneira semelhando, mas quando o investidor acredita que determinada ação tende mais a cair do que crescer.

Nesse caso também é possível delimitar ganhos e perdas considerando as mesmas especulações, só que voltadas para a baixa do mercado.

Temos um artigo específico sobre put spread, vale a pena dar uma olhada! Um conteúdo complementa o outro, e você terá a chance de se considerar um expert no assunto - desde que coloque os conhecimentos em prática, é claro.

Termo do dia

Previdência Complementar

O que é previdência complementar? A previdência complementar, como o próprio nome sugere, é o sistema que oferece a possibilidade de se contratar uma renda adicional…