videos

O caso da GameStop: entenda o EFEITO REDDIT no mercado

O caso da GameStop: entenda o EFEITO REDDIT no mercado Você ouviu falar do caso GameStop na última semana? No vídeo de hoje, nosso especialista em…

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:03/02/2021 às 12:01 - Atualizado 4 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

Você ouviu falar do caso GameStop na última semana?

No vídeo de hoje, nosso especialista em investimentos Luis Felipe Vieira, explica um pouco melhor sobre este caso, vem conferir!

Em ações coordenadas investidores compraram em massa papéis que estavam sendo usados para uma operação financeira conhecida como “short selling” - quando investidores alugam uma ação, vendem por um preço, esperam que seu valor caia, recompram a ação e a devolvem para os proprietários. Nesse tipo de operação os investidores apostam, portanto, na queda do preço das ações, garantindo seus ganhos na venda antes da recompra.

Mas pequenos investidores organizados por meio de redes sociais passaram a comprar, em massa, essas ações, levando ao aumento de seus preços e frustrando as operações de “short selling”, forçando os fundos a zerarem as suas posições.

A compra em massa é coordenada por investidores individuais organizados principalmente por meio da plataforma de fóruns on-line Reddit, além de outras redes sociais. Eles buscam atacar as operações de “short selling” feitas, em tese, por grandes operadores financeiros. Esses pequenos investidores compartilham entre si informações e memes indicando quais ações devem ser alvo de compra e, consequentemente, valorização inesperada.

O movimento começou no fórum do Reddit “wallstreetbets”, quando investidores individuais decidiram comprar as ações da varejista de jogos de videogame GameStop, que vinha em tendência de queda até o início desta semana. A empresa era pressionada por anos de concorrência das vendas digitais, intensificadas pela pandemia, tornando a queda de seus preços quase certeira. Por isso, os papéis se tornaram alvo de operações de “short selling”, que agora são atacadas pelo movimento organizado pela internet.

As ações da varejista eram cotadas a US$ 19,26 no fim de dezembro, e agora estão na casa de US$ 340, uma valorização de 1.665% em menos de um mês. O valor de mercado da empresa saltou de US$ 1,3 bilhão para mais de US$ 22 bilhões no período. Na quarta, os ativos subiram mais 133%.

Desde então, o número de membros do fórum “wallstreetbets” subiu para mais de 3 milhões. O foco do movimento se difundiu sobre diversas outras companhias listadas em bolsas americanas, e o volume de negociações explodiu na quarta, com 23,7 bilhões de ações trocando de mãos. Foi o dia com o maior número de negociações desde ao menos 2007.

Para entender um pouco mais sobre o tema "aluguel de ações" clique aqui e acesse um conteúdo exclusivo.

Gostou? Ficou com dúvidas, deixe aqui nos comentários!

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!