Empresa

A Unidas registrou um lucro líquido recorrente de R$ 241,2 milhões no segundo trimestre de 2021, ante R$ 1,7 milhão no mesmo período do ano passado, informou a companhia em balanço enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Sobre o primeiro trimestre, a alta foi de 4,2% - R$ 231,4 milhões.

A receita líquida consolidada da companhia atingiu R$ 1,6 bilhão no segundo trimestre, alta de 74,7% ante igual intervalo de 2020.

Foto: Unidas/Divulgação
Unidas bate tem lucro líquido recorrente recorde no segundo trimestre deste ano - Foto: Unidas/Divulgação

O Ebtida (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente consolidado somou R$ 557,2 milhões no período, batendo um novo recorde, um avanço de 167,1% sobre a mesma base de comparação de 2020 e 5,5% maior do que o montante obtido no primeiro trimestre de 2021.

Já a margem Ebtida alcançou 75,4%, 32% maior sobre o mesmo trimestre de 2020 e 0,3% acima do resultado do primeiro trimestre deste ano.

A geração de caixa medida pelo Ebtida recorrente alcançou R$ 557,2 milhões de abril a junho, alta de 167,1% na comparação com igual período do ano anterior.

A receita líquida consolidada da companhia atingiu R$ 1,6 bilhão no segundo trimestre, alta de 74,7% ante igual intervalo de 2020.

"A receita líquida consolidada da companhia apresentou crescimento robusto no segundo trimestre, sustentada pela forte expansão da receita de todos os segmentos de negócio. Vale destacar o desempenho de locação, que quebrou recorde neste trimestre", disse a Unidas em relatório divulgado aos acionistas.

Locação

A receita líquida de locação contabilizou R$ 738,8 milhões no segundo trimestre, 53,8% maior sobre a mesma base de 2020 e 5,1% além do resultado do primeiro trimestre deste ano. A frota média alugada no período cresceu 9,2% sobre os três primeiros meses do ano, somando 12,1 mil veículos locados.

“Compramos 26,6 mil carros no segundo trimestre, aumento 416,0% sobre o mesmo trimestre de 2020 e 66,9% ante os três primeiros meses do ano, o que permitiu à companhia entregar a maior adição líquida de carros na história”, aponta o documento.

De acordo com a Unidas, o negócio de locação "foi impulsionado pela força e resiliência da operação de terceirização de frotas e pela rápida retomada em aluguel de carros." / com Agência Estado

Imagem do autor

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Visualizar Comentários

Veja mais Ver mais