Logo Mais Retorno
termos

Zero cupon bond: o que é e como funciona

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:18/02/2022 às 16:37 -
Atualizado 22 dias atrás
Compartilhe:

O que é Zero Coupon Bond?

Também chamado de título de cupom zero, o Zero Coupon Bound nada mais é do que uma espécie de título de renda fixa que não apresenta uma taxa de juros a ele atrelada, mas refere-se a um desconto sobre o montante no qual o pagamento de juros é calculado.

Em outras palavras, os títulos de cupom zero são aqueles que não incidem taxas durante o investimento, porém, oferecem descontos consideráveis sobre seu valor nominal que, por sua vez, representa quanto determinado investidor poderá resgatar ao final da aplicação.

Como funciona Zero Coupon Bond?

De modo geral, os títulos de cupom zero se configuram por duas características distintas: eles podem ser emitidos desde o início ou, ainda, se tornarem instrumentos de cupom zero no decorrer da aplicação.

Sendo assim, tal opção é especialmente positiva para quem busca maior segurança sobre a aplicação, uma vez que é possível conhecer, de antemão, sua rentabilidade. No Brasil, o principal exemplo de título de cupom zero passa diretamente pelos títulos públicos de taxas prefixadas, ou seja, os investimentos em Letras do Tesouro Nacional (LTN).

Isso porque, em geral, esse tipo de aplicação é considerado de baixo risco, além da sua rentabilidade ser conhecida antecipadamente. Assim como os demais títulos de cupom zero, porém, para garantir 100% da rentabilidade e receber o valor de face, o investidor deve levar o título até seu vencimento.

Outro cuidado que merece atenção em relação ao Zero Coupon Bond é que, em função dos pagamentos integrais apenas no vencimento, os títulos podem sofrer a influência das flutuações de preços, principalmente se comparado aos títulos com pagamento de cupom, por exemplo.

Cálculo do preço de Zero Coupon Bond

O preço de um Zero Coupon Bond pode ser estabelecido segundo a fórmula:

Preço = M / (1 + r)n

Em que temos os seguintes fatores:

  • M = valor de vencimentos ou valor de face do título;
  • r = taxa de juros anual;
  • n = número de anos até o vencimento.

Cabe ressaltar que, quando utilizada a taxa de juros mensal, o “n” deve ser expressado em número de meses, não sendo, portanto, o cálculo referente ao período anual, conforme destacado na fórmula.

Para tornar mais simples o entendimento do cálculo do preço de Zero Coupon Bond, confira um exemplo prático:

Tendo em vista um título cujo vencimento se dará em dois anos e, sendo seu valor de face igual a R$ 10 mil, o seu valor de compra será o seguinte — considerando um retorno anual de 5%:

  • Preço = R$ 10.000 / (1 + 0,05)² = R$ 9.070

Portanto, o título poderá ser negociado em favor dos investidores a R$ 9.070, isto é, aproximadamente 90% do valor nominal, caso o devedor concorde, é claro, com a oferta. Nesse contexto, o investidor terá, após o vencimento, R$ 930,00 (10.000 - 9.070), o que representa um retorno anual de 5%.

Portanto, pode-se entender que, ao passo que se aumenta o tempo de amadurecimento do título, menor será o custo para o investidor que desejar pagar por ele, ou vice-versa.

Pontos críticos do Zero Coupon Bond

Por se tratar de títulos cujo pagamento se dá apenas com o encerramento da aplicação, em geral, esse tipo de aplicação tem maior rentabilidade, quando comparada às demais modalidades. No entanto, alguns fatores devem ser observados, especialmente em relação às datas de vencimento.

Isso ocorre porque os títulos de cupom zero normalmente são aplicações de longo prazo, cuja liquidez inicial é de 10 anos ou mais. Por outro lado, o Zero Coupon Bond pode ser aplicado em metas de longo prazo, como um fundo de reservas para a educação dos filhos pequenos, por exemplo. Outro aspecto que deve ser analisado, é a cobrança do IR, uma vez que tais títulos estão sujeitos ao fisco.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!