Logo Mais Retorno
termos

Zakat

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:16/05/2022 às 14:56 -
Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é Zakat?

O Zakat é uma das práticas que moldam o Islã, uma das maiores religiões existentes no mundo. Os adeptos ao Islamismo são chamados de muçulmanos, portanto, se trata de uma prática cultural.

Essa prática consiste na doação anual de bens materiais ao mais necessitados, sendo exigida pelo Islã as pessoas que obtém 85 gramas de ouro ou mais ao longo de 12 meses. A doação deve ser de, no mínimo, 2,5% do valor total.

Em dezembro de 2019, por exemplo, 85 gramas de ouro equivaliam aproximadamente a 4.000,00 dólares ou 16.700,00 reais. A doação pode ser feita em dinheiro, em animais de valor, produtos agrícolas ou minérios preciosos.

Não é costume de um país específico, mas de todos aqueles que praticam a religião onde quer que estejam - embora existam, sim, países onde a doação é recolhida obrigatoriamente pelo Estado, tais como Malásia, Líbia, Paquistão, Sudão, Arábia Saudita e Iêmen.

Outras regiões, como Bahrein, Jordânia, Bangladesh, Líbano, Egito, Indonésia, Irã, Kuwait e Emirados Árabes, permitem que a doação sejam feita voluntariamente. 

Qual é a origem do Zakat?

A origem do Zakat vem do Alcorão, livro sagrado do Islã. Nele, há escrituras que dizem: 

"Praticai a oração, pagai o zakat e inclinai-vos, juntamente com os que se inclinam". 
"Crede em Allah e em Seu Mensageiro, e fazei caridade daquilo que Ele vos fez herdar. E aqueles que, dentre vós, crerem e fizerem caridade, obterão uma grande recompensa". 
"Quanto àqueles que entesouram o ouro e a prata, e não os empregam na causa de Allah, anuncia-lhes (ó Muhammad) um doloroso castigo".

Além disso, os muçulmanos também consideram os ensinamentos do Profeta Muhammad como sendo palavras instruídas por Allah, divindade cultuada pelo Islã. Dentre tais ensinamentos, fala-se muito sobre a importância do Zakat.

Fato é que, para os muçulmanos, toda riqueza pertence primeiramente a Allah. Sendo assim, é justo partilha-la entre todos aqueles que nele acreditam e o veneram, a fim de que os bens materiais não sejam utilizados para enaltecer o ego do homem, mas para a conquista da pureza espiritual.

Os muçulmanos acreditam, ainda, que a prática do Zakat implica inúmeras bençãos de Allah sobre suas vidas, e que o contrário - ou seja, a recusa da doação - poderá implicar em dolorosos castigos divinos. 

Podem receber as doações provenientes do Zakat muçulmanos que estejam desempregados, que não possuem renda suficiente para sustentar a família, que vivem de caridade, recém-convertidos ao Islamismo, escravos que desejam se libertar, pessoas que possuem dívidas, que estejam à frente de iniciativas cultas a Allah ou aqueles que precisam viajar de volta para sua terra.

O Zakat é capaz de influenciar a economia de um país?

Conforme falamos anteriormente, são poucos os países que recolhem o Zakat de maneira obrigatória. Ainda assim, tais doações já foram capazes de erradicar a pobreza em regiões Islâmicas. 

A influência não acontece de maneira direta, principalmente porque as riquezas arrecadadas não são utilizadas para fins públicos. Como você pôde perceber no tópico anterior, elas são destinadas a pessoas com dificuldades específicas.

Entretanto, a prática do Zakat é vista com bons olhos pelos líderes de países Islâmicos, como uma espécie de prática filantrópica que assegura a resolução de questões humanitárias. Contando com o auxílio das doações, a renda de alguns países pode ser investida em problemas coletivos.

Quando as necessidades humanitárias são atendidas, a população é capaz de viver em harmonia, possibilitando que os recursos financeiros não sejam desperdiçados com resolução de conflitos, mas que sejam investidos em melhorias de condições já existentes.

Dessa forma, o Zakat é capaz de auxiliar indiretamente o fluxo econômico de um país islâmico.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre