Logo Mais Retorno
termos

Yield To Maturity

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:08/02/2019 às 12:58 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é yield to maturity?

O yield to maturity (também chamado de rendimento à maturidade, rendimento contábil, rendimento até o vencimento e rendimento de resgate - ufa!) é o cálculo que visa antecipar o valor de retorno de um investimento.

Para tanto, o cenário calculado é o de uma aplicação mantida até o prazo de vencimento e sob as condições acordadas, de modo que seja possível mensurar se o retorno obtido supre as necessidades do investidor e se não há opções melhores no mercado.

O yield to maturity é, entre todas as abordagens do yield, a mais aplicada nos títulos de renda fixa.

Como calcular o yield to maturity?

Primeiramente, é importante conhecer, de forma clara, o contexto sobre o qual o yield to maturity se debruça.

Em geral, existem 4 fatores essenciais na composição do yield to maturity:

  • A taxa de juros;
  • O período de tempo existente entre o momento presente e o vencimento;
  • O preço pago pelo título;
  • O valor de resgate.

Esse último, inclusive, é o produto do yield to maturity - ou seja, o resultado obtido com o cálculo.

Para tanto, se aplica a seguinte fórmula:

Onde:
C = Cupom de juros
F = Valor de face
P = Preço pago
n = Período de maturação.

Quais são as vantagens de se utilizar o Yield To Maturity?

O maior vantagem atrelada ao yield to maturity é a capacidade de antecipação do cenário futuro que ele proporciona ao investidor.

Isto é, ao visualizar o valor que receberá como retorno do seu investimento, é possível que se descubra que ele não atende às suas reais expectativas no período determinado para o resgate.

Desse modo, o investidor pode se sentir compelido a buscar por opções mais alinhadas com os seus interesses.

E quais são as desvantagens?

É importante notarmos que, em nenhum momento, o cálculo do yield to maturity considera os custos envolvidos na operação. Taxas de administração, impostos e afins são totalmente absorvidos pelo retorno.

Sem consciência disso, o investidor pode se decepcionar ao perceber que o valor apresentado na projeção é incompatível com o valor realmente recebido.

Vale a pena ficar de olho!

Qual é a diferença entre o yield to maturity e as outras previsões de retorno?

Dentro do yield, existem diversas modalidades que dão ao investidor ferramentas para analisar o retorno dos investimentos.

No que tange à sua antecipação, ou seja, na projeção de um futuro baseado em dados do presente, existem dois cálculos de yield que podem ser utilizados como alternativa ao yield to maturity.

A primeira, chamada de yield to call (ou rendimento para chamar) calcula o rendimento que a aplicação terá da data de compra até eventualmente ser chamado antes da data de vencimento.

Já a segunda, chamada de yield to put (ou) calcula o rendimento entre a data de compra e a data de uma eventual venda do título pelo investidor.

 

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!