Logo Mais Retorno
termos

Variável Exógena

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:20/08/2021 às 17:57 -
Atualizado 2 anos atrás
Compartilhe:

O que é Variável Exógena?

A variável exógena pode ser definida como um tipo de imprevisto que possivelmente aconteça fora de um modelo econômico, mas que, ainda assim, seja capaz de influenciá-lo.

A gente sabe que parece um bicho de sete cabeças, por isso, nosso objetivo é simplificar a explicação do termo. Para que você o compreenda melhor, precisamos que entenda o significa de modelo econômico. Você já ouviu falar nessa expressão?

Um modelo econômico é aquilo que define e explica o comportamento de agentes econômicos, ou seja, figuras sociais que proporcionam o fluxo financeiro de um país. Tais agentes, no caso, são a própria população (consumidores) e as próprias empresas (comércio).

Tais modelos podem ser definidos, ainda, como simplificações da realidade, já que retratam o comportamento de empresas e suas estratégias, consumidores e suas necessidades, e também as políticas governamentais que impactam o comércio de forma geral.

Modelos econômicos surgem a partir de teorias, que por sua vez, surgem a partir de hipóteses. Vamos entender na ordem correta: primeiro, uma hipótese precisa ser testada, para que assim, se torne uma teoria. 

Se essa teoria for facilmente explicada ou seja totalmente compatível com a realidade econômica de um país, ela passa a ser considerada um modelo. É como se esse último estágio fosse a validação dos estudos feitos por milhares de especialistas, sabe?

Por falar em estudos, eles são feitos a partir de pontos como racionalidade, otimização e constância. Portanto, para que um modelo econômico seja validade, ele precisa ser baseado nesses três pilares.

Um ótimo exemplo de modelo econômico é o que chamamos de "oferta e demanda". Nesse caso, acredita-se que o fluxo financeiro de um país seja sustentado pelo comportamento de compra e venda.

Tá, onde que a variável exógena se encaixa nisso tudo, Mais Retorno? Vamos lá!

Como a Variável Exógena funciona?

Vamos continuar com o exemplo de modelo "oferta e demanda". A característica principal deste modelo é a quantidade de produtos ofertados pela indústria em comparação ao nível de consumo da população.

Indicadores econômicos mostram que, quanto maior for o consumo, mais alto poderão ficar os preços dos produtos caso não haja oferta suficiente. Do contrário, quanto menor for a demanda, os produtos tendem a sofrem uma queda de preços na tentativa de chamar mais atenção do consumidor.

Esse modelo econômico norteia, por exemplo, a nossa inflação e Taxa Selic. Temos artigos específicos sobre cada um desses indexadores, vale a pena dar uma olhada!

A variável exógena, por sua vez, representa algum tipo de ameaça externa a esse modelo; algo que seja capaz de mudar esse sistema de "oferta e demanda" sem que sejam as ações dos próprios agentes econômicos, ou até mesmo do governo.

Coloque a imaginação pra jogo e pense num cenário caótico, como a falência de algum país, a extinção de determinado mercado ou até mesmo uma terceira Guerra Mundial... Apocalipse zumbi já é exagero!

Qualquer uma dessas possibilidades seriam capazes de interferir no comportamento das empresas e dos consumidores, logo, o modelo econômico seria afetado e provavelmente remodelado.

Portanto, uma vez que aconteça qualquer tipo variável exógena, os impactos causados no contexto econômico não serão dos melhores. A depender do caso, essa interferência pode estar além das previsões dos especialistas, como também pode ser prevista e considerada de acordo com o andar da economia global.

De qualquer forma, é interessante que cada modelo econômico conte com uma possível solução para as variáveis exógenas que podem ser previstas. Assim, o país sofre menos risco de um colapso financeiro e, também, de influenciar negativamente a economia internacional.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre

® Mais Retorno. Todos os direitos reservados.

O portal maisretorno.com (o "Portal") é de propriedade da MR Educação & Tecnologia Ltda. (CNPJ/MF nº 28.373.825/0001-70) ("Mais Retorno"). As informações disponibilizadas na ferramenta de fundos da Mais Retorno não configuram um relatório de análise ou qualquer tipo de recomendação e foram obtidas a partir de fontes públicas como a CVM. Rentabilidade passada não representa garantia de resultados futuros e apesar do cuidado na coleta e manuseio das informações, elas não foram conferidas individualmente. As informações são enviadas pelos próprios gestores aos órgãos reguladores e podem haver divergências pontuais e atraso em determinadas atualizações. A Mais Retorno, seus sócios, administradores, representantes legais e funcionários não garantem sua exatidão, atualização, precisão, adequação, integridade ou veracidade, tampouco se responsabilizam pela publicação acidental de dados incorretos.
É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos, ilustrações ou qualquer outro conteúdo deste site por qualquer meio sem a prévia autorização de seu autor/criador ou do administrador, conforme LEI Nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
® Mais Retorno / Todos os direitos reservados