Logo Mais Retorno
termos

Value Trap: saiba o que é e como funciona

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:05/07/2022 às 20:05 -
Atualizado 5 meses atrás
Compartilhe:

O que é Value Trap?

Value Trap é uma ação — ou outro investimento — que parece ter um preço baixo porque está sendo negociado em métricas de baixa avaliação por um tempo estendido. Entre elas, é possível citar múltiplos em termos de preço para lucro, preço ao valor contábil e preço para fluxo de caixa.

Uma Value Trap pode atrair investidores que procuram uma pechincha porque parecem ser mais baratas quando comparadas aos múltiplos históricos de avaliação da ação ou em relação aos de pares de setor ou ainda ao múltiplo de mercado predominante. O perigo de uma ação dessas se apresenta quando o estoque continua a cair — ainda mais depois que um investidor compra direto na empresa.

Como uma Value Trap funciona?

Geralmente, uma empresa que está negociando com múltiplos baixos de fluxo de caixa, lucro ou valor contábil por um longo período tem poucas promessas e nenhum futuro — mesmo que o preço das suas ações pareça atraente. Então, uma ação se torna uma Value Trap para um investidor se não acontecer nenhum tipo de melhoria na postura competitiva do negócio na sua capacidade de inovação, de contenção de custos ou na sua gestão executiva.

Mesmo que uma empresa tenha sido bem-sucedida nos anos anteriores — ou seja, experimentou lucros crescentes e um preço de ação saudável —, pode cair em uma situação que é incapaz de gerar receita e crescimento de lucro. Isso acontece devido a mudanças na dinâmica competitiva, pela falta de novos produtos e serviços, custos de produção crescentes ou gestão ineficaz.

Para um investidor que esteja acostumado a ver uma certa valorização das ações dessa empresa, um preço que pareça mais barato até pode ser bastante atraente. Os investidores de valor são particularmente suscetíveis às Value Traps, mas como em qualquer decisão de investimento, o recomendado é fazer uma pesquisa completa antes de investir em qualquer instituição que pareça barata com base em métricas de avaliação convencionais.

Quais são as maiores causas de uma Value Trap?

Uma das maiores causas de uma Value Trap é a falta de pesquisa e desenvolvimento na linha de produtos. Isso porque toda empresa precisa realizá-los para sobreviver e conseguir crescer no futuro. Se um negócio não pesquisa continuamente por produtos e serviços para serem disponibilizados no mercado, pode até parecer atraente no presente, mas não sobreviverá a longo prazo.

Outra causa é um foco menor nos investidores. As empresas geralmente se concentram nos grandes traders e focam somente neles. Ao mesmo tempo, uma parcela maior da propriedade das ações é de insiders, o que resulta em um desconhecimento em relação ao investidor comum.

Além disso, existem outros pequenos fatores que também contribuem para uma Value Trap. Muitos parâmetros afetam as decisões de investimento em nível institucional para o investimento em determinadas empresas — como o preço das ações, a receita e vários outros. Sendo assim, muitas instituições preferem investir em negócios depois que eles apresentam um certo nível de crescimento no mercado.

Quais são as vantagens e desvantagens de uma Value Trap?

Uma das maiores vantagens de uma Value Trap, como pode-se esperar, é que ela é um investimento barato. Essa oportunidade, aliás, pode se transformar em um investimento valioso e tem potencial para criar uma grande riqueza para investidores de valor, desde que feita corretamente.

Já uma grande desvantagem é o alto risco. Isso porque esse investimento pode resultar na perda de todo o capital. Se o investidor não for cuidadoso, perderá riqueza por conta do preço de mercado atraente do investimento. Além disso, uma Value Trap é incerta. Algumas delas podem vir a ser boas decisões de investimento ao passo que outras podem ser — muito — ruins.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!

Inscreva-se em nossa newsletter

,