Última modificação em 7 de junho de 2021

O que é Tracking Error?

O Tracking Error é capaz de mensurar a aderência de um produto financeiro ao seu benchmark. Esse termo pode ser traduzido como "erro de rastreamento" ou "erro no caminho", você já vai entender o porquê.

Você já considerou investir em um fundo ou em uma ação com porcentagens de rendimento aparentemente muito boas? Parece um pouco óbvio e, na verdade, é uma atitude muito comum. Entretanto, nem sempre é a melhor escolha...

A princípio de conversa, vamos falar sobre o benchmark - conhecido popularmente como índice de referência ou indexador. O benchmark funciona como uma espécie de parâmetro; de objetivo a ser alcançado por determinado produto financeiro.

Dentre os mais diversos tipos de indexadores estão a taxa SELIC, taxa DI, IPCA, Ibovespa e IGPM, considerados os índices mais comuns de serem utilizados para basear produtos financeiros de renda fixa e renda variável.

Portanto, é esperado que uma ação com o Ibovespa como índice de referência, por exemplo, renda tanto quanto as porcentagens do seu indicador.

Como o Tracking Error funciona?

O Tracking Error é um tipo de fórmula estatística que auxilia investidores a saber se determinado produto financeiro possui, ou não, a rentabilidade esperada. Não funciona a partir de um cálculo específico, mas a partir de interpretação.

Suponha que um fundo de investimento possua o Ibovespa como benchmark e esteja rendendo 8% desse indicador ao ano, certo? Essa informação, por si só, não é capaz de mostrar se esse fundo é realmente rentável, ou não.

Para saber o Tracking Error desse produto financeiro é preciso saber qual o é o rendimento do próprio Ibovespa. Dando continuidade ao exemplo, suponha que o índice Ibovespa esteja calculado em 8,5% dentro do mesmo período.

A partir desse dados é possível interpretar que o fundo está aderente ao seu benchmark, já que o Tracking Error - ou seja, o a diferença entre o rendimento do produto e do seu indicador - é de apenas 0,5%.

Quanto menor for o Tracking Error, maior será a aderência do produto financeiro ao seu benchmark e, consequentemente, a rentabilidade do investimento estará mais próxima de atingir as expectativas do investidor.

Qual é a utilidade do Tracking Error?

Conforme falamos anteriormente, interpretar o Tracking Error de um produto financeiro ajuda na identificação dos verdadeiros benefícios de determinado investimento.

Um CDB que esteja rendendo 15% da taxa DI, por exemplo, pode aparentar ser um investimento muito bom. Mas, se a taxa DI estiver calculada em 25%, percebemos que não há uma boa aderência do produto ao seu benchmark. 

Nesse caso, o Tracking Error representaria a diferença de 10% entre o rendimento do CDB e da taxa DI.

Por essa razão é importante saber do que se trata e, principalmente, saber como interpretar os diferentes níveis de aderência. O Tracking Error ajuda os investidores a não apostarem em produtos aparentemente rentáveis, mas em produtos verdadeiramente bons e benéficos para sua carteira!

Qual é a diferença entre Tracking Error e Erro Quadrático Médio?

O Erro Quadrático Médio (EQM) é uma ferramenta muito similar ao Tracking Error, aliás, ambas funcionam da mesma forma e com os mesmos objetivos: mensurar o nível de aderência de um produto com o seu índice de referência.

A verdade é que quase não há diferença entre essas fórmulas estatísticas, com exceção de que o EQM é encontrado a partir de um cálculo bem simples: soma-se todos os resultados avaliados como inerência em relação à previsão inicial e, posteriormente, dividi-os pela quantidade de valores somados.

Temos um artigo específico sobre Erro Quadrático Médio, vale a pena dar uma olhada!

Termo do dia

Black & Scholes

O que é Black & Scholes Os economistas Fischer Black e Myron Scholes foram os responsáveis pelo modelo de precificação de opções conhecido como Black &…