Logo Mais Retorno
termos

Short

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:10/02/2021 às 09:00 -
Atualizado um ano atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é short?

Short selling ou venda a descoberto  é uma prática muito comum na bolsa de valores e ocorre quando um investidor vende um ativo que não possui em carteira.

Embora seja bastante simples, a short selling gera muitas dúvidas entre aqueles que estão ingressando no mercado financeiro. Isso ocorre por que nessa estratégia a venda é feita antes da compra, o que a primeira vista pode ser um pouco confuso.

Como funciona a short selling?

O covarde da famosa história em quadrinhos do Popeye teria sido um vendedor a descoberto perfeito. O personagem ficou famoso por dizer que “pagaria com prazer um hambúrguer na próxima terça-feira”, ou seja, contanto que obteria um certo lucro em uma transação financeira.

Na venda a descoberto, o investidor abre uma posição pedindo ações emprestadas, geralmente de uma corretor. O vendedor a descoberto tentará ganhar dinheiro com o uso dessas ações antes de devolvê-las ao credor.

Vamos a um exemplo: suponha que as ações de uma empresa estejam sendo vendidas por R$100. No entanto, o mercado sofre uma retração — o que significa que o preço dos títulos tende a cair. Vamos considerar que a previsão se confirmou e eles passaram a ser negociados a R$90.

Caso um investidor compre as ações por R$90 após ter feito uma venda a descoberto por R$100, lucrará R$10 por título. Claro, nesse exemplo não houve imprevistos, no entanto, essa operação envolve riscos: no mesmo período as ações podem se valorizar, o que causaria sérios prejuízos aos investidores.

Qual o prazo de uma operação de short selling?

Resumidamente, pode-se dizer que em uma operação de venda a descoberto o investidor vende ações com o objetivo de comprá-las posteriormente. Vale observar, no entanto, que essa é uma operação de curto prazo que, geralmente, ocorre em dois cenários:

  • Day Trade: no Day Trade as operações são concluídas no mesmo dia, ou seja, a short selling é concluída antes que o pregão da bolsa se encerre, seja com lucro ou com prejuízo;
  • Aluguel de ações: Nesse cenário as operações de compra e venda não ocorrem no mesmo dia. Aqui, o investidor aluga ações no Banco de Títulos CBLC e paga uma taxa para negociá-las.

Quais as vantagens da short selling?

A venda a descoberto é usada pelos investidores para comprar e vender ações nos momentos de baixa da bolsa de valores. Sem essa estratégia, as operações realizadas em cenários de queda seriam muito arriscadas uma vez que só seria possível comprar.

Além disso, essa operação permite negociar ações de terceiros, fazendo com que os investidores aproveitem boas oportunidades de negócios que surjam em curtos intervalos de tempo.

Quais as desvantagens de uma venda a descoberto?

A short selling também envolve riscos. O maior deles é o prejuízo que pode ocorrer caso o preço das ações caia demais ou até mesmo zere. Embora esse cenário seja improvável, caso ele ocorra, o prejuízo financeiro seria imenso. 

Além disso, o preço dos ativos pode atingir patamares muito elevados. Esse descontrole pode levar o custo da operação a patamares bastante elevados. Para garantir que isso não ocorra é preciso, definir sempre um stop loss.

Também é preciso citar o risco de oportunidade já que o dinheiro empregado nessa operação impede negócios mais rentáveis possam ser efetivados. Por fim, é preciso consideras as taxas de aluguel, caso a operação demore mais de um dia para ser concluída e o investidor precisa pagar multas. 

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre