termos

September Effect (Efeito Setembro)

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:17/09/2021 às 05:22 - Atualizado um mês atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é September Effect?

September Effect (ou "Efeito Setembro", em português) é o nome dado no universo financeiro para uma característica do mercado de ações. Segundo esse conceito, o mês de setembro é marcado por um desempenho ruim da bolsa de valores.

Vale observar que a tese foi formulada com base no mercado estadunidense, em especial com base no principal índice acionário (S&P 500). Portanto, estamos falando da análise das bolsas de NYSE (New York Stock Exchange) e NASDAQ (National Association of Securities Dealers Automated Quotations).

No entanto, dada a relevância dos Estados Unidos em todo ambiente econômico global, a ideia do September Effect acabou se espalhando para outras geografias também. Há uma correlação muito grande para o mercado acionário global que acaba afetado quando os investidores mostram alguma aversão ao risco por lá.

Você mesmo já deve ter visto algumas manchetes como "Ibovespa cai seguindo tendência do exterior". É normal, desta forma, que um mês ruim nas bolsas estadunidenses também afete o bom humor dos investidores nos mercados emergentes.

Quais são as causas do September Effect?

Existem algumas teorias que tentam explicar a performance abaixo do habitual para as bolsas de valores dos EUA durante o mês de setembro.

Uma delas é que esse é um mês de retorno de férias no calendário norte-americano. Por esse motivo, alguns cidadãos optam por realizar suas posições como forma de repor o caixa gasto nos passeios durante o recesso. Esse movimento, em massa, poderia travar o crescimento do volume de compradores.

Há também quem defenda que o movimento é complementado pelo retorno às aulas. Assim, os pais podem resgatar alguns dos seus investimentos pensando em comprar material escolar e lidar com a mensalidade dos filhos.

Por fim, uma terceira teoria é de que os fundos mútuos seriam os responsáveis por esse travamento no mês de setembro por conta do encerramento do ano fiscal. Neste sentido, muitas posições seriam encerradas nesta época do ano.

September Effect: verdade ou mito?

Na prática, todas as teorias que levantamos no tópico anterior são muito mais uma tentativa de explicar o September Effect do que conclusões eficazes sobre o comportamento do mercado acionário.

Contudo, isso não significa que o September Effect seja apenas uma "alucinação coletiva". Há sim uma correlação bem curiosa na performance global das bolsas de valores.

O fato é que, ao longo dos últimos cem anos, a performance de ações estadunidenses no mês de setembro é negativa. Isso pode ser constatado através do índice DJIA (Dow Jones Industrial Average).

Outro dado curioso sobre o mês de setembro para as bolsas de valores é que, conforme adiantamos, o September Effect não é uma exclusividade dos Estados Unidos. Conforme podemos ver neste estudo, quase 60% dos países apresentaram retorno negativo para suas ações ao longo dos últimos 25 anos. Em nenhum outro período mensal temos esse mesmo fenômeno.

Ou seja, embora possa ser considerado muito mais como uma coincidência estatística do que propriamente uma regra, é fato que há sim uma correlação negativa entre os mercados de ações globais. Portanto, o September Effect está muito mais para "verdade" do que para "mito".

Teremos September Effect em 2021?

Pensando no comportamento histórico das bolsas de valores, muito investidores começam a se questionar se esse efeito acontecerá no ano de 2021. E a verdade é que se trata de um mero chute.

Assim como historicamente o mês de setembro traz um retorno negativo, não significa que em todos os anos seja um período ruim para os investimentos em ações.

Desta forma, o ideal é manter a estratégia de investimentos sem se preocupar demais com o que vai acontecer nos próximos 30 dias, mas sim orientado para o longo prazo.

Sobre o autor
Equipe Mais RetornoA Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Balança Corrente

Balança Corrente

O que é Balança Corrente? A Balança Corrente é uma das contas da contabilidade nacional formada pela soma de outras três balanças, que são: Balança Comercial;...

  CONTINUAR LENDO