Secured Bonds

Última modificação em 01 de Outubro de 2020 às 02:47

O que são Secured Bonds?

Títulos garantidos ou Secured Bonds são aqueles que, como o nome indica, são garantidos por um ativo - como um imobilizado, caso o emissor seja uma companhia aérea, uma ferrovia ou uma empresa de transporte. 

Normalmente, são emitidos por municípios ou empresas. Muitos títulos corporativos, no entanto, não são garantidos. No caso dos municípios esses títulos são garantidos pela receita que será gerada por um projeto específico.

Secure Bonds geralmente envolvem pouco risco, uma vez que os investidores receberão uma parte do dinheiro investido mesmo que a empresa ou o município se torne inadimplente.

Títulos hipotecários e certificados de confiança de equipamentos são exemplos de Secured Bonds que são lastreados pelo fluxo de renda dos pagamentos dos mutuários. Caso o emissor não efetue a amortização do principal ou o pagamento dos juros no prazo, os investidores receberão os ativos subjacentes como reembolso. 

Secured Bonds emitidos pelos municípios

Em países como os Estados Unidos, alguns municípios emitem Secured Bonds que têm como base a receita prevista para projeto específico. Esses entes da federação também podem emitir títulos não garantidos, cujo valor varia de acordo com o potencial tributário do lugar em um determinado período. 

Em alguns casos, as reivindicações dos investidores sobre esses ativos podem ser contestadas ou a sua venda pode não contemplar todo o valor investido, o que acontece principalmente caso a demanda envolva ações judiciais.

Títulos hipotecários

Empresas que detêm imóveis também podem emitir títulos hipotecários usando esses ativos como garantia. Proprietárias de grandes terrenos, usinas de energia, linhas de transmissão e máquinas e equipamentos de grande porte, as empresas que prestam serviços públicos emitem títulos hipotecários para pagar empréstimos ou captar recursos a um custo bastante reduzido. 

Nesse caso, os detentores do título têm direito a reclamar o pagamento sobre a propriedade subjacente, caso a empresa não efetue o pagamento no vencimento.

O título hipotecário pode ser entendido como a primeira hipoteca de uma das propriedades da empresa emissora. Isso significa que o portador do título é um credor garantido, portanto, tem direito de receber antecipadamente todos os ativos subjacentes em caso de inadimplência. 

Os investidores podem liquidar seus ativos a qualquer momento e usar esse dinheiro para recuperar seu investimento inicial.

Caso a empresa tenha dinheiro em caixa para pagar seus credores não precisará vender seus ativos subjacentes. Nesse caso, a emissora poderá usar o valor disponível para pagar os detentores de títulos hipotecários.

Como os Secured Bond representam um investimento considerado de baixo risco, exibem taxas de juros mais baixas do que os títulos emitidos sem garantia. 

Certificado de confiança de equipamento

Um certificado de confiança de equipamento é um ativo que pode ser vendido ou comprado facilmente. Nesse caso, o título pertence a instituições cujo objetivo principal é proteger os bens dos instituidores. 

Ao adquirir um certificado fiduciário, os investidores fornecem o capital que será usado para comprar equipamentos ou para financiar operações financeiras. Nesse caso, a empresa pagará à instituição em intervalos pré-programados, o que proporcionará uma boa receita aos investidores.

Glossário de Finanças e Investimentos

Pesquise a(s) palavra(s) navegando pelo alfabeto abaixo