Logo Mais Retorno
termos

Retailtech

Autor:Equipe Mais Retorno
Data de publicação:24/11/2021 às 17:40 -
Atualizado 7 meses atrás
Compartilhe:
  • Facebook
  • Linkedin
  • Twitter Mais Retorno
  • Telegram Mais Retorno
  • WhatsApp Mais Retorno
  • Email Mais Retorno

O que é RetailTech?

RetailTech é uma empresa de tecnologia com foco em atender as demandas do segmento varejista. Os principais pontos que elas buscam atingir são a melhora da experiência de compra, apoio ao pequeno e médio varejista, produtividade dos negócios e inovação em soluções.

A proposta de uma RetailTech é a de beneficiar tanto o varejo físico quanto o online. Além disso, o foco é proporcionar melhorias para o consumidor moderno ao tornar os processos mais ágeis e mudar a maneira com que as empresas se relacionam com seus clientes.

Qual é o panorama global do mercado de RetailTech?

Quando o assunto é inovação, tecnologia e transformação digital no varejo, a maioria das pessoas pensa logo no e-commerce — que, de certa forma, é uma das tecnologias pioneiras desse setor. A proposta de uma RetailTech, porém, vai muito além e todas as soluções apresentadas beneficiam tanto o varejo físico quanto o online.

As empresas de tecnologia focadas no varejo estão tentando revolucionar a forma como os consumidores escolhem — e compram — seus produtos e serviços. Para isso, estão criando soluções totalmente novas para conseguirem se adaptar às novas preferências que surgem a cada dia.

Atualmente, essas startups se dividem em mais de 21 categorias dentro de 64 países e contam com quase 2 mil empresas existentes no mundo todo. Os financiamentos feitos na tecnologia de varejo, aliás, mostrou um crescimento constante e consistente entre os anos de 2015 e 2019, o que culminou em um pico de 22 bilhões de dólares. Juntos, eles já somam mais de 91 bilhões de dólares em investimento ao longo de 10 anos.

Quais são as principais tendências do mercado de RetailTech?

Existem algumas principais tendências que podem se tornar as mais promissoras do mercado de RetailTech. Entre elas está a Inteligência Artificial que, com a automação que ela proporciona, todos os processos se tornam ainda mais rápidos e, consequentemente, mais precisos. Entre os benefícios, é possível citar a tomada de decisões mais precisas e a redução de custos com armazenamento, uma vez que elas são analisadas e processadas por meio de dados.

Já o pagamento por aplicativo, ou mobile paymento, é uma das modalidades de meio de pagamento mais promissoras do varejo. Por meio dele, o consumidor não precisa usar dinheiro ou cartão para pagar — basta aproximar o celular da máquina que o pagamento se realiza.

A Internet das Coisas (IoT) também é uma das maiores tendências nesse ramo. Ela nada mais é que uma tecnologia que conecta objetos comuns da rotina à internet. De modo geral, ela permite que os dispositivos conectados se comuniquem, além de fazer a análise e o compartilhamento de dados por meio da rede ou até por plataformas de software baseados em nuvem. No caso do varejo, esses objetos podem incluir sistemas de rastreamento via celular e Wi-Fi e chips que fazem o controle do estoque de produtos.

Qual a diferença entre RetailTech e E-commerce?

A principal diferença entre uma RetailTech e um E-commerce é que o segundo é um subsetor do primeiro que se enquadra na tecnologia de varejo. Ele pode, aliás, ser definido como um lugar de compra e venda de bens e serviços ou a transferência de dados ou fundos em uma rede eletrônica — principalmente a internet.

Quase todos os produtos e serviços imagináveis estão disponíveis por meio de transações de e-commerce, incluindo passagens aéreas, livros, música, alimentos e até serviços financeiros como investimento em ações e online banking. Não é de se admirar, então, que esse mercado seja considerado como uma tecnologia incrivelmente disruptiva.

O espaço dos e-commerces, assim como de uma RetailTech está em constante mudança, especialmente nos últimos tempos por conta da pandemia. Especialistas, aliás, já afirmam que esse cenário acelerou as mudanças para as compras online em até cinco anos. Na última década, o grande uso de plataformas de comércio eletrônico como Amazon e Mercado Livre contribuiu para o crescimento extremo do espaço de varejo online.

Sobre o autor
Autor da Mais Retorno
A Mais Retorno é um portal completo sobre o mercado financeiro, com notícias diárias sobre tudo o que acontece na economia, nos investimentos e no mundo. Além de produzir colunas semanais, termos sobre o mercado e disponibilizar uma ferramenta exclusiva sobre os fundos de investimentos, com mais de 35 mil opções é possível realizar analises detalhadas através de índices, indicadores, rentabilidade histórica, composição do fundo, quantidade de cotistas e muito mais!
Mais sobre